O Arsenal de Sarandí entrou na onda de protesto contra o racismo no futebol na partida contra o Unión Española e ainda conseguiu a classificação para as quartas da Libertadores. Comandado pelo ex-atacante Palermo, os argentinos venceram por 1 a 0 no Chile, e seguiram adiante, pois haviam empatado por 0 a 0 em casa.

Antes do apito inicial, sete atletas do Arsenal entraram no gramado com bananas nas mãos. A iniciativa faz menção ao movimento feito por diversas celebridades após Daniel Alves ser alvo de uma fruta no jogo entre Villarreal e Barcelona.

Em campo, mesmo jogando fora de casa, o Arsenal foi quem dominou as ações ofensivas. Enquanto isso, o Unión Española, que liderou o grupo do Botafogo na fase anterior, pouco se arriscava no ataque.

A ousadia do time de Palermo foi premiada aos 21 minutos do segundo tempo, quando  Diego Braghieri fez o gol da vitória. Com vantagem no placar, os argentinos dominaram completamente a partida sem correr riscos.

Na próxima fase, o Arsenal terá pela frente o Nacional, do Paraguai, que eliminou o Vélez, time de melhor campanha na fase de grupos, na última terça-feira. O primeiro jogo será no campo do time paraguaio e o segundo na Argentina.

Fonte: UOL