Campeão Carioca, o Botafogo superou o Vasco na base da raça dentro de campo. Fora dele, o técnico Alberto Valentim foi a sensação entre a torcida, não só pela conquista mas também pela beleza. O sucesso foi tanto que o EXTRA publicou um pôster só dele. Porém, a geóloga Fabíola Braz deixou sua sugestão: o título deveria ter sido “Que homem”. O pedido foi atendido na edição dessa terça-feira:

— Estou muito feliz pela conquista do título, a gente quase nunca ganha nada, em cima do Vasco é melhor ainda! O Valentim é muito bonito e tem um pernão… além de bom técnico é gato.

Luisa Meireles mora no Recreio e decidiu passar na porta da sede do Botafogo para “sentir o ar de campeão”Luisa Meireles mora no Recreio e decidiu passar na porta da sede do Botafogo para “sentir o ar de campeão”

Luisa Meireles saiu da sua casa no Recreio, Zona Oeste do Rio, para ir à faculdade de psicologia no campus da UFRJ na Praia Vermelha, Zona Sul da cidade. Mas alterou sua rota tradicional para dar uma passadinha na porta sede do Botafogo, em General Severiano, e “sentir o ar de campeão”, nas palavras dela.

— O Valentim é bom técnico e está parabéns pela beleza. Só não guardaria o pôster porque tenho namorado e ele ficaria com ciúmes — brinca a jovem de 26 anos.

Alberto ValentimAlberto Valentim chama atenção à beira do gramado nos jogos do Botafogo (Foto: Vítor Silva/SSPress/BFR)

Botafoguense desde que nasceu, Maria Luiza Moreno esteve presente na festa de comemoração do título Alvinegro no próprio domingo. E voltou no dia seguinte para fazer compras na loja do clube:

— Apesar de ser novo, o Valentim está fazendo muita diferença no time, ele já chegou colocando o Botafogo em primeiro lugar. Ninguém acreditava nele quando chegou, mas está mostrando trabalho. Perdi a noção de tudo comemorando o resultado, não esperava a vitória. Além disso, ele é um gato.

Matheus Bernardo Costa Santos prefere fazer uma análise mais tática do trabalho do técnico. Mas deixa escapar que “as amigas acham o Valentim um gato”.

— Eu acreditava no título, a esperança é a última que morre, só não esperava que fosse um jogo tão emocionante. Só tenho opinião sobre o lado profissional do Valentim, ele teve uma campanha instável, mas conquistou o título. Agora é preciso montar um bom elenco e conquistar algo no Brasileiro — afirma Matheus, que nasceu, mora e trabalha em Botafogo.

Em 1956, a seleção brasileira disputou o primeiro amistoso contra a Inglaterra, em Wembley. A atuação de Garrincha encantou o pai de Robert Shaw, que veio morar no Rio em 2000. O Botafogo virou seu time do coração e, agora, levou seu sotaque inglês para a comemoração do título carioca.

— O time se superou, mas também teve muita sorte. Ser eliminado da Copa do Brasil e ter um time limitado para o Brasileiro são preocupações maiores. É difícil um homem comentar sobre beleza, mas o Valentim é jovem, moderno e tem um estilo elegante, diferente dos demais técnicos — compara o inglês.

Fonte: Extra Online