Com a novela Yaya Touré encerrada, pelo menos por enquanto, o foco do Botafogo passa a ser novamente o japonês Keisuke Honda. Regularizado, o astro asiático já tem condições de estrear legalmente e pode fazer seu primeiro jogo no clássico de sábado, contra o Flamengo, no Maracanã, pelo Campeonato Carioca.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo

André Kfouri, comentarista dos canais ESPN, afirmou no programa “SportsCenter” na noite desta terça-feira que Honda precisar estar em campo o quanto antes e defendeu que a estreia ocorra no clássico – a outra possibilidade é guardar o japonês para estrear em casa, no Estádio Nilton Santos, na rodada seguinte, diante do Bangu.

– Honda precisa jogar, precisa estar em campo o quanto antes. Se você entender que ele vai qualificar o time do Botafogo e vai ajudar seus companheiros, o jogo de maior dificuldade que pode existir é esse. Com ele é melhor do que sem ele, porque ele está fazendo trabalhos diversos com seus companheiros desde que chegou. Dá para imaginar que ele já tem algum conhecimento do time para trabalhar em competição da melhor maneira possível – opinou Kfouri.

O comentarista falou sobre o clássico e disse que o Flamengo é amplamente favorito, mesmo que coloque em campo uma equipe alternativa, como fez na primeira rodada da Taça Rio. O Rubro-Negro enfrenta nesta quarta-feira o Junior Barranquilla, na Colômbia, e quatro dias depois do clássico recebe o Barcelona-EQU, ambos duelos pela Libertadores.

– O Botafogo, com Honda ou sem Honda, é um time muitas vezes inferior ao Flamengo, independentemente da escalação que o Flamengo utilizar. O resultado normal desse clássico é a vitória do Flamengo com o Honda em campo, sem o Honda, com o Flamengo com seus titulares ou não, com a maior parte de suplentes, que seriam titulares em praticamente todos os clubes brasileiros, entre eles e principalmente o Botafogo, que tem tantas carências em tantas posições. É um confronto desigual – disse.

Fonte: Redação FogãoNET