O técnico René Simões sempre busca exemplos para trazer tranquilidade ao ambiente que ele comanda. Após a derrota para o Fluminense, que tirou o time da liderança do Campeonato Estadual, ele mexeu no baú do futebol e olhou para o rendimento de outras equipes campeãs em 2014 para motivar o elenco alvinegro.

“O Bayern de Munique foi campeão com duas derrotas, o Cruzeiro, com seis, e Joinville perdeu dez. Se você não souber encaixar, a coisa pode ficar ruim. Por isso, temos que ter calma porque perder faz parte da caminhada”, comparou o treinador, que não escondeu uma preocupação que teve durante a semana anterior ao clássico com o Fluminense.

“Fiquei muito preocupado a semana toda com isso de favoritismo. Pegamos um Fluminense mordido, querendo dar uma resposta para o treinador e foi muito difícil de ser batido”, analisou René Simões.

Críticas ao rendimento 

A parada técnica no segundo tempo mudou o panorama do clássico. O jogo estava empatado e o Fluminense conseguiu marcar dois gols, chegando ao 3 a 1. “Fizemos 1 a 0, poderíamos ter feito o segundo gol e não tinha necessidade de fazer alterações imediatas. Até o tempo técnico do segundo tempo, o jogo estava equilibrado. Tem dia que a mexida dá certo, tem dia que não dá”, ressaltou René Simões.

Para o jogo com o Tigres, quarta-feira, 19h30 (horário de Brasília), o treinador não vai poder contar com o volante Marcelo Mattos. O jogador está suspenso por ter sido expulso no clássico com o Fluminense.

Fonte: Terra