Após o erro grosseiro da bandeirinha Tatiane Sacilotti ao marcar impedimento de Rodrigo Pimpão em lance visivelmente legal, o Botafogo resolveu tomar providências: vai solicitar que a CBF melhore a preparação de árbitros para que erros como esse não se repitam.

O clube não pedirá necessariamente uma punição à auxiliar — isso será definido pela Confederação, mas parece improvável.

Após a partida, houve muitas críticas de jogadores e, especialmente, por parte de torcedores do Botafogo.

O técnico Jair Ventura foi mais diplomático em entrevista coletiva depois do jogo:

— Eu não falo de arbitragem, mas se nós fizéssemos dois, eles teriam que fazer quatro. Mas bola para frente, ela não fez por mal.

Nas redes, as palavras foram duras e, em vários casos, machistas. A bandeirinha até desativou suas contas no Instagram e no Facebook.

O episódio lembrou o caso da também bandeirinha Ana Paula Oliveira, que prejudicou o Alvinegro na semifinal da Copa do Brasil de 2007. A diferença é que, na ocasião, o Botafogo foi eliminado pelo Figueirense.

Fonte: Extra Online