Há seis meses sem entrar campo, desde a segunda rodada do Campeonato Brasileiro — empate com o Sport, na Ilha do Retiro — o sofrimento de Gatito Fernández para fazer o que mais gosta pode estar próximo do fim. Ao lado do médico do Botafogo, Christiano Cinelli, o goleiro paraguaio se consultou com um especialista em uma clínica em São Paulo e saiu de lá esperançoso.

Mais de uma vez, o goleiro esteve próximo de voltar aos campos, mas algo dava errada para que isso fosse adiado. A última vez foi no duelo com o Ceará, quando o paraguaio sofreu um pequeno edema no punho, na véspera da partida. Como a lesão não foi grave, ele recebeu o conselho de fazer o tratamento com fisioterapia, para estar apto a retornar em breve.

Na última vez que deu entrevistas, no início do mês, o paraguaio expressou sua frustração com a situação e chegou a chorar enquanto falava sobre o drama.

— Estou muito ansioso. Muitas vezes fico decepcionado comigo mesmo. Quero treinar, jogar, mas não consigo. Estou fazendo todo o possível, mas não estou consigo melhorar — disse, na ocasião, Gatito Fernández.

Durante o logo período ausente, o goleiro acumulou três lesões no punho direito. Teve uma fratura completa na ulna (osso do antebraço), rompeu o ligamento colateral e também o tendão.

Fazendo fisioterapia contínua, dentro e fora do clube, o goleiro não tem mais dor, mas ainda precisa recuperar o ritmo e a confiança.

Na semana passada, Gatito participou de alguns treinos normalmente, inclusive com bola. O que indica que o goleiro está em fase transição e pode voltar nas próximas semanas. Além do paraguaio, Jefferson, que não joga desde agosto, quando se machucou em uma dividia com Lucas Paquetá no clássico contra o Flamengo, também está na fase de transição.

— Os dois estão próximos de retornar. Acho até que não deve dar prazo, pois pode gerar uma expectativa. No caso do Gatito, já aconteceu de acharmos que ele voltaria, mas infelizmente sentiu de novo. Além disso, a gente quer dar confiança para os que estão jogando — disse o técnico Zé Ricardo.

Fonte: Extra Online