Se depender de gana para entrar em campo e se tornar querido pela torcida, Moisés vai muito bem, obrigado. Nesta quarta-feira, o novo lateral-esquerdo do Botafogo concedeu entrevista coletiva em sua apresentação.

Na sala de imprensa do Estádio Nilton Santos, Moisés, após atividade em campo, externou “sede” para entrar em campo, uma vez que, no Corinthians, clube que o cedeu por empréstimo até o fim do ano, pouco foi aproveitado no último ano.

– Chego com bastante ritmo de treino. Não tive muita sequência ano passado por opção do treinador. Fiquei na reserva do Arana e esperando uma oportunidade, mas já passou. Venho com muita sede de jogar e mostrar meu potencial, respeitando o grupo e a opção do treinador – comentou.

– Agradeço a todos pois fui muito bem recebido, e posso dizer que é uma honra estar aqui. Estou pronto para o desafio. Cheguei a ligar para o Lindoso (com quem jogou no Madureira, em 2015), e ele me disse que o clube é muito organizado e, mesmo com o time não muito bem, todos são muito comprometidos em campo – completou o defensor de 22 anos.

Por fim, Moisés foi questionado sobre as suas características, estilo de jogo. Esbanjando personalidade, o quinto reforço do Glorioso em 2018 chamou a atenção com uma resposta fora do comum.

– Chego com muita força no ataque, muita dedicação e concentração dentro de campo. Ao torcedor que não me conhece, não adianta eu ficar falando bala Juquinha, Moisés é isso e aquilo… Minha resposta sempre vai ser dentro de campo, buscando meu espaço. Aí o torcedor vai me conhecer melhor.

Moisés ainda é dúvida para o jogo desta quinta-feira, dia em que o Botafogo estreia contra o Nova Iguaçu na Taça Rio, às 19h30 (de Brasília), no Edson Passos. A escalação depende de pendências na regulamentação. A aguardar até o fim do expediente na Ferj (19h).

MAIS SOBRE O NOVO REFORÇO

O novo reforço botafoguense disputou 13 jogos pelo Timão em 2017, mas participou de 36 partidas pelo Bahia no ano anterior. Apesar da pouca idade, já passou por clubes (também nas divisões de base) como Bragantino, Madureira, Batatais, Comercial e Internacional.

No Alvinegro Carioca, ele vai disputar posição com Yuri e Gilson, que vinha sendo titular nesta temporada. Contudo, as críticas sobre o atleta que renovou por dois anos com o Botafogo nunca cessaram. Apesar de nunca ter fechado o ciclo de contratações oficialmente, a lateral esquerda não era uma prioridade para este início de ano.

Fonte: Terra