Arnaldo Cezar Coelho ‘briga’ até com a imagem para dizer que gol do Fla foi legal

Compartilhe:

Um lance polêmico abriu o placar na noite de quarta-feira no Maracanã. No momento em que André Santos cobrou a falta pelo lado esquerdo, Hernane estava adiantado. Na sequência, Marcelo Mattos tentou cortar o lance, acertou a bola em Rafael Marques e ela sobrou limpa para o atacante marcar o primeiro dos seus três gols na goleada por 4 a 0 do Flamengo sobre o Botafogo, pelas quartas de final da Copa do Brasil. O comentarista de arbitragem da TV Globo Arnaldo Cezar Coelho explica o lance.

– O fato de o jogador estar em posição de impedimento não quer dizer que ele tenha que ser punido no impedimento. Foi o caso do jogador do Flamengo, porque na bola centrada na área o Hernane estava em posição de impedimento, e nada demonstra que participou da jogada com o Marcelo Mattos.

Arnaldo Cezar Coelho explicou ainda que, o fato de Marcelo Mattos ter tentado cortar o lance por estar ameaçado pela presença do atacante na área, não quer dizer que o lance seja ilegal.

– Isso é um argumento falho. A explicação (na regra), a partir de 1 de julho, é que o árbitro tem que analisar se o jogador cometeu falha técnica. Qual é a falha técnica? Ao cabecear para o meio e bater no Rafael Marques, é falha técnica. E falha técnica você não pode punir o atacante. É diferente da bola centrada na área, e o cara em posição de impedimento estar por trás do zagueiro e tentar cabecear. O Hernane não tentou cabecear em nenhum momento. O Marcelo Mattos que cabeceou, livre, a dois, três metros do Hernane.

Em relação ao pênalti cometido por Dória em Hernane, no lance que saiu o quarto gol rubro-negro, marcado por Léo Moura, Arnaldo Cezar Coelho cita o empurrão do zagueiro, que acabou expulso.

– O Dória tocou por baixo na bola. O pênalti foi que, com o braço esquerdo, ele dá um empurrão no atacante e o desequilibra. Por isso que o árbitro o expulsou, pois o Dória impediu que o Hernane fizesse o gol. A regra fala de ação deliberada para evitar o gol.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários