Neste domingo, em entrevista coletiva concedida no CT da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), o presidente do Botafogo, Mauricio Assumpção,  defendeu a contratação do volante Rodrigo Souto. O jogador é irmão do gerente de futebol da base do clube, Ney Souto, mas de acordo com o presidente, o atleta foi contratado por ter uma carreira vitoriosa e consolidada, e não por precisar da ajuda de alguém.

– O Rodrigo já passou pelo Vasco, São Paulo, Santos… No São Paulo foi elogiado pelo Rogério Ceni, que disse que ele era um dos mais importantes para o elenco. Não precisa provar nada. Acho uma covardia associar isso. Era mais fácil dizer que contratei o Ney Souto para base porque o Rodrigo estava aqui do que o contrário – disse Mauricio, afirmando não se incomodar com as insinuações feitas pelas pessoas.

– As pessoas acham que me ofendem quando falam dos meus amigos da praia, isso é uma perda de tempo. O Ayton Mandarino (gerente comercial), por exemplo. O departamento comercial fechou o ano com um percentual de 25% em relação ao ano passado. Qual clube conseguiu isso? Mas as pessoas preferem o lado depreciativo…O Botafogo precisa de um jogador como o Rodrigo no elenco.

No sábado, o volante Mario Bolatti chegou em Saquarema. Agora, são nove jogadores que desempenham a função de marcação no elenco. Mauricio Assumção justificou as várias opções para o treinador em uma mesma posição.

– Temos nove volantes. Um deles é um menino, o Sidney, que veio da base depois de fazer o último ano de juniores. Tem uma adaptação ainda. Temos o Fabiano, que teve uma lesão e voltou agora ao profissional. Vai ter que mostrar este ano se pode defender o Botafogo, já avisei a ele. É uma dúvida. Aí reduzimos para sete. O Renato encerra o contrato no meio do ano, e nós fazemos planejamento para toda temporada. Podemos cair para seis. Sempre tem propostas, lesões, é uma posição que levam muitos amarelos, suspensões… O Rodrigo Souto joga em outras posições, e o Airton já jogou de zagueiro também.

Fonte: Lancenet!