Igor Rabello chegou ao Atlético-MG em janeiro de 2019 e fez apenas duas partidas, o suficiente para despertar interesse do futebol russo. Um agente do país entrou em contato o estafe do jogador a fim de fazer uma consulta sobre a situação na Cidade do Galo.

Durante a conversa, foi avaliada a possibilidade de uma oferta de 10 milhões de euros (R$ 42,6 milhões na cotação atual). O valor foi levado à diretoria, que prontamente descartou a possibilidade. Os números não atendem às exigências dos mineiros, que teriam pedido ao agente no mínimo 15 milhões de euros (R$ 64 milhões) para liberá-lo em definitivo.

A informação sobre o interesse russo na contratação de Igor Rabello foi publicada pelo jornal Hoje Em Dia e confirmada pelo UOL Esporte.

“Isso foi uma consulta que repassei ao diretor do Atlético-MG. Nessa consulta, um agente russo me perguntou se colocasse 10 milhões de euros na proposta, o Atlético liberaria. Por isso, procurei o Atlético. Posição do Atlético foi que não, só por 15 milhões de euros. Foi exatamente isso”, disse o agente Anselmo Paiva à reportagem.

Após a publicação da matéria, a diretoria do Galo procurou o UOL e negou que tenha fixado preço pelo jogador de 23 anos. Segundo a assessoria de imprensa, somente o presidente Sérgio Sette Câmara tem poder para definir valor de um atleta.

Igor Rabello foi comprado por R$ 13 milhões à vista pelo Galo em 4 de janeiro de 2019. O defensor de 23 anos assinou com o clube até dezembro de 2022.

A contratação do zagueiro foi financiada pelo Banco BMG. A empresa que patrocina o clube em 2019 foi quem acertou o negócio com o Botafogo, ex-time de Rabello. Com o acordo, o Galo detém 70% dos direitos econômicos do atleta, enquanto os cariocas mantiveram 30%. O percentual do clube de General Severiano é dividido ainda com o agente Anselmo Paiva e o próprio jogador.

Hoje, o Atlético tem seis zagueiros em seu elenco. Além de Igor Rabello, o clube conta com Réver, Iago Maidana, Leonardo Silva, Matheus Mancini e Martín Rea.

Fonte: UOL