Atuações: Jefferson vai bem no Botafogo; Juninho entra e é o melhor do Vasco

Compartilhe:

JEFFERSON – GOLEIRO
Fez ao menos duas defesas importantíssimas quando o jogo já estava empatado, uma delas em cobrança de falta de Juninho no último lance da partida. Nos gols do Vasco, não pôde fazer muita coisa.
Nota: 7,0

EDÍLSON – LATERAL-DIREITO
Teve trabalho em seu setor de marcação, mas conseguiu se sair bem. Na frente, foi participativo e criou boas jogadas.
Nota: 6,0

DANKLER – ZAGUEIRO
Fez seu primeiro gol pelo Botafogo. Na defesa, conseguiu bons desarmes, mas teve dificuldades em alguns lances de bola aérea, como no gol marcado pelo vascaíno Jomar.
Nota: 6,0

ANDRÉ BAHIA – ZAGUEIRO
Nas bolas aéreas, assim como seu companheiro de zaga, teve problemas, principalmente quando Cris ia para a área nas bolas paradas. Por baixo, fez bons desarmes.
Nota: 5,5

LIMA – LATERAL-ESQUERDO
Na defesa, ganhou a maioria dos lances. Na frente, se apresentou bem e fez bons cruzamentos. Mas, levou um corte de Juninho no lance do segundo gol do Vasco.
Nota: 5,5

LUCAS ZEN – VOLANTE
Teve dificuldade de cumprir sua função na proteção da zaga. Com a bola nos pés, também errou alguns lances bobos, como nos dois gols: no primeiro, protegia a bola e cedeu escanteio que originou o gol do Vasco; no segundo, tentou o corte pelo meio, mas não conseguiu.
Nota: 4,5

GEGÊ – VOLANTE
Conseguiu dar uma boa movimentação ao meio de campo e chegou bastante na frente para finalizar – foi quem mais chutou, cinco vezes. No segundo tempo caiu de rendimento.
Nota: 6,0

LODEIRO – MEIA
Superior ao que vinha mostrando nos últimos jogos. Chamou a responsabilidade e comandou o meio de campo alvinegro. Fez um gol pegando o rebote do próprio chute.
Nota: 7,0

OCTÁVIO – MEIA
Alternou bons e maus momentos. Prendeu demais a bola em algumas oportunidades e irritou os torcedores.
Nota: 5,0

RENATO – VOLANTE
Entrou no lugar de Octávio aos 13 do segundo tempo para tentar melhorar a qualidade do passe e dar tranquilidade ao time com sua experiência. Teve participação discreta, mas quase fez um gol de cabeça.
Nota: 6,0

HYURI – MEIA
Ficou preso demais do lado direito e teve dificuldades para dar sequência aos lances. Saiu vaiado por parte da torcida e aplaudido por outra.
Nota: 4,5

DANIEL – MEIA
O meia do time de juniores substituiu Hyuri aos 41 minutos do segundo tempo e criou uma boa chance de gol, que foi defendida pelo goleiro Diogo Silva. 
Nota: 6,0

SASSÁ – ATACANTE
Brigou bastante com os marcadores, mas em alguns momentos abusou na tentativa de jogadas individuais. Auxiliou bastante a marcação na saída de bola adversária – roubou a bola três vezes, fez um desarme e cometeu cinco faltas.
Nota: 5,0

BRUNO MENDES – ATACANTE
Herdou a vaga de Sassá e não teve muito tempo para mostrar serviço.
Nota: 5,5

Header-Materia_Vasco (Foto: infoesporte)

DIOGO SILVA – GOLEIRO
Desequilibrou o jogo ao ter inteferência direta nos dois gols que o Vasco sofreu em 10 minutos de jogo. Cortou fraco o cruzamento do escanteio no gol de Dankler e, em seguida, espalmou o chute de Lodeiro nos pés do uruguaio, que fez o segundo. Pelo menos, conseguiu fazer quatro defesas difíceis na partida.
Nota: 4,0

NEI – LATERAL-DIREITO
Marcou bobeira na primeira bola que pegou. Foi driblado facilmente pelos velozes atacantes botafoguenses em alguns lances, mas melhorou e mostrou muita raça na segunda etapa.
Nota: 5,0

JOMAR – ZAGUEIRO
Não conseguiu impedir Lodeiro de pegar o rebote no lance do segundo gol. Combateu, tentou antecipações e descontou para o Vasco em bonita cabeçada.
Nota: 5,0

CRIS – ZAGUEIRO
Começou bem no combate, sem falhar nos dois gols botafoguenses. Ainda ameaçou em duas cabeçadas na frente, mas depois foi superado em outro lance de Lodeiro, de cabeça, que quase resultou no terceiro gol botafoguense.
Nota: 5,0

YOTÚN – LATERAL-ESQUERDO
Cruzou bola perigosa no início, mas depois foi tímido no ataque, pouco aparecendo em lances ofensivos e deixando espaços na marcação.
Nota: 4,5

SANDRO SILVA – VOLANTE
Quando estava 2 a 0, tentou driblar dois marcadores e cedeu mais um contra-ataque ao Botafogo. Tentou marcar o quanto pôde, mas foi também superado.
Nota: 4,5

WENDEL – VOLANTE
Entrou no fim no lugar de Sandro Silva para marcar e usar sua experiência para levar o time à frente.
Nota: 5,0

FILLIPE SOUTTO – VOLANTE
Perdeu o domínio de duas bolas no início do jogo, depois, ainda, na saída de bola após o primeiro gol, que gerou o segundo gol botafoguense. Foi sacado no intervalo para a entrada de Juninho.
Nota: 4,5

JUNINHO PERNAMBUCANO – MEIA
Entrou vibrando e jogando o time para cima. Depois de algumas partidas batendo mal bolas paradas, cobrou escanteio na cabeça de Jomar, deu passe no rebote para o segundo gol e só não virou porque Jefferson fez defesaça em boa cobrança de falta no fim.
Nota: 7,0

PEDRO KEN – VOLANTE
Mais avançado, procurou as jogadas de ataque o tempo todo e ajudou na marcação. Deu uma das poucas finalizações do time na primeira etapa e fez o gol do empate.
Nota: 6,5

MONTOYA – MEIA
Perdeu uma chance clara em jogada de Marlone. Apesar de mostrar habilidade, errou muitos passes bobos e foi presa fácil para a marcação.
Nota: 5,0

THALLES – ATACANTE
Substituiu Montoya. Brigou por uma bola perdida na linha de fundo e deixou Marlone em boa condição de gol. Quase virou em bom lance individual na área.
Nota: 6,0

MARLONE – ATACANTE
O melhor lance do Vasco no primeiro tempo saiu após boa arrancada do camisa 30, que passou para Montoya desperdiçar o gol, mas perdeu boa chance em cruzamento de Willie para virar o jogo.
Nota: 5,0

WILLIE – ATACANTE
Boa ajeitada para Marlone no início. Depois, ficou isolado e brigando sozinho em meio à zaga botafoguense, conseguindo levar vantagem algumas vezes. Terminou o jogo mancando.
Nota: 6,5

Fonte: Globoesporte.com

Comentários