O Avaí deixou escapar uma vitória que lhe tiraria da zona de rebaixamento de forma provisória na última quarta-feira.

Diante de seu torcedor, no estádio da Ressacada, os catarinenses venciam o Botafogo por 1 a 0 até os 49 minutos do segundo tempo, quando os cariocas conseguiram o empate após cobrança de escanteio. A reclamação geral do Leão foi de que o tempo já havia se esgotado antes da bola ser alçada na área.

“A gente fica triste por ter tomado o gol no final, entendemos que já aconteceu conosco, a gente teve escanteio a favor e o juiz acabou o jogo. O único lance que pode esperar é o pênalti. No meu cronometro, e eu aperto antes do árbitro para não perder nada, quando o Guilherme tira a bola, estourou o tempo. Aí ele bateu e saiu o gol, enfim”, reclamou Claudinei Oliveira, em entrevista coletiva.

Mas não foi só o técnico que ficou na bronca. O zagueiro Alemão também esbravejou após o apito final do árbitro, ainda em campo, à Rádio CBN/Diário.

“Contra nós eles vêm aqui e dão acréscimo, dão tudo. Acaba o jogo, a falta lá… Por que dar mais minutos? É complicado. Toda vez é contra”, afirmou o defensor.

Fonte: ESPN.com.br