(Azar o dele) Botafoguense que vestiu camisa do Fla vira casaca: ‘Agora sou mengão’

Compartilhe:

Na noite da última quarta-feira, enquanto Hernane dava show dentro dos gramados do Maracanã na vitória do Flamengo sobre o Botafogo por 4 a 0, pela Copa do Brasil, a vida do botafoguense Yan Alves, de 21 anos, mudava nas arquibancadas. Quando o jovem partiu de Búzios, Região dos Lagos do Rio, acompanhado de cinco amigos flamenguistas para torcer pelo Glorioso, ele não imaginava que a chama de um antigo amor iria renascer e que daria tanta repercussão nas redes sociais.

Tudo começou quando Hernane balançou as redes de Jefferson pela segunda vez. Yan Alves, que estava em uma zona mista de torcidas no Maracanã com os amigos, começou a ouvir brincadeiras de outros torcedores. As zoações diziam que ele deveria mudar time, que ainda dava tempo. Quando o ‘Brocador’ marcou pela terceira vez, o estádio foi abaixo. Sem saída, o jovem acabou entrando na brincadeira de um grupo de torcedores flamenguistas que estavam próximos e afirmou que iria vestir a camisa rubro-negra quando o quarto gol saísse (Confira no vídeo acima).

– A aposta, na verdade, não foi com os meus amigos, e sim com o pessoal que estava próximo do nosso grupo. Quando o terceiro gol saiu, eu falei que se saísse o quarto eu iria subir nas costas do meu amigo e trocar de blusa. Aí, saiu o pênalti. Quando o juiz marcou, uma multidão começou a sacar os celulares porque todo mundo já sabia da brincadeira – contou.

Dito e feito. Quando Léo Moura superou Jefferson na cobrança de pênalti e marcou o quarto do Flamengo, Yan não teve outra escolha a não ser pagar a promessa feita minutos antes. No entanto, o que era apenas uma brincadeira acabou indo parar na internet e se tornando um viral. Filmado por Fernando Mora e postado por Rafael Cotta, dois flamenguistas que acompanharam a saga de Yan dentro Maracanã, o vídeo publicado na internet um dia depois do jogo, com o jovem trocando de camisas no estádio, ultrapassava as 400 mil visualizações até o início da noite desta sexta-feira.

– Ao meu redor só tinha Flamenguista. Tinha apenas um Botafoguense, mas que estava sem camisa e com a esposa torcedora do Flamengo. Mas quando você aposta, tem que ter palavra. Queria que o Botafogo fizesse gol para comemorar e tudo mais. Mas não deu. Fiquei oprimido ali. Eu fui para torcer, mas não estava acontecendo. Então, entrei na festa dos caras. Eu apostei, botei fé no meu time, mas não deu – disse.

Mosaico Torcedor Yan Botafogo (Foto: Editoria de Arte)

O que era para ser uma aposta momentânea, uma simples troca de roupa, acabou se tornando uma mudança radical para a vida. Yan pertence a um grupo de amigos fanáticos pelo Flamengo. Mas era o único botafoguense da turma. Era. Porque, incentivado pelos companheiros e pela atuação de gala do ‘Brocador’ Hernane, o jovem de Búzios, agora, não tem mais dúvidas: se tornou rubro-negro de vez.

– Meus amigos são todos flamenguistas. Eles só ficaram na zona mista do estádio por minha causa. Agora eu sou Flamengo. E já logo aviso que cheguei para somar. Se você chega em um lugar que está todo mundo igual, você não pode estar diferente. Então, agora eu visto a camisa do Mengão mesmo. Mas também quero uma camisa autografada pelo Hernane e por todo o time do Flamengo (risos) – revelou.

Repercussão do vídeo

Depois da publicação do vídeo, a vida de Yan não tardou a mudar. Em todos os cantos do Brasil estão comentando o caso do torcedor vira-casaca. Mesmo levando na esportiva os comentários sobre o vídeo, o jovem revela estar temeroso quanto à atitude de outros botafoguenses que podem interpretar a brincadeira de forma errada.

– Acho que não iria mais no estádio para ficar na parte das organizadas do Botafogo. Eu não iria porque muita gente não leva na esportiva. Tem muita gente que vai ao estádio só para brigar. Lamento isso, porque futebol é feito para torcer e brincar. Não para brigar. Tem um amigo meu lá de Búzios que é de uma organizada do Botafogo. Ele veio brincar comigo, falando que se me pegarem eu estou morto (risos). Mas ele é meu amigo, foi na brincadeira. Pode ser que no estádio seja diferente. Para a mista eu iria sem problemas, pois achei muito tranquilo – disse.

Bruno Baylongue, Victor Quintanilha, Yan Alves, Diego Guimarães, Arthur Quintanilha e João Paulo Zampier (Foto: Arquivo pessoal/Yan Alves)Yan, ainda alvinegro, na companhia dos amigos flamenguistas (Foto: Arquivo pessoal/Yan Alves)

“Chorei quietinho”, revela Yan

Quando o vídeo ganhou destaque, muitas pessoas questionaram a autenticidade dos acontecimentos e acusaram Yan de não ser botafoguense, e sim, flamenguista. Entretanto, o jovem nega que tenha forjado a situação.

– As pessoas achavam que eu era um flamenguista zoando. Mas eu era Botafogo. Inclusive, quando o Flamengo foi tricampeão carioca em cima do Botafogo, na final, meus amigos foram assistir no sítio do meu tio. Quando o Botafogo perdeu, eu fui sozinho para o carro e fiquei chorando quietinho. Três vezes seguidas não dá – afirmou de forma descontraída.

Yan “culpa” Jefferson por mudança

Fã do goleiro Jefferson, Yan fez questão de culpar o ídolo pela troca de time. Segundo o jovem, se o arqueiro alvinegro tivesse defendido o pênalti, ele não teria que pagar a aposta, vestir a camisa do Flamengo e, por fim, mudar de clube.

– Vários sites estão divulgando que o Jefferson condenou a minha atitude. Primeiramente eu gostaria de dizer para ele que sou muito fã dele. E que ele é um grande goleiro. Mas eu apostei nele, apostei que ele ia pegar o pênalti, e ele está me diminuindo. Aí é com ele, vai da consciência dele. Ele não deu conta do recado e acabou me deixando na mão – disse.

Uma vez Flamengo…

Torcedor do Botafogo por influência do pai, Yan Alves nem sempre foi adepto do Glorioso. Na infância, induzido por um primo, ele resolveu seguir as cores rubro-negras. Inclusive, no aniversário de 10 anos, ganhou uma festa temática do Flamengo. Contudo, a insistência paterna falou mais alto. E o morador de Búzios acabou se apaixonando pelo Alvinegro.

Yan Alves quando criança - festa do Flamengo (Foto: Arquivo Pessoal/Yan Alves)Aos 10 anos, ainda flamenguista, Yan ganhou festa temática (Foto: Arquivo Pessoal/Yan Alves)

– Eu tenho um primo que me influenciava em tudo na infância. E eu queria ser igual a ele em tudo. Ele é flamenguista doente e ficava falando, falando… Até que eu virei Flamengo. Mas, meu pai, que é botafoguense, sempre me deu camisas e tudo mais do clube. Então, surgiu minha paixão pelo Botafogo, vindo do meu pai. E desde então passei a acompanhar. Só que, agora, eu sou Mengão, vou em todos os jogos do Flamengo na Copa do Brasil. Quero conhecer os jogadores e tudo mais – concluiu.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários