A CBF não teve sucesso na primeira tentativa de derrubar a liminar concedida pela Justiça Comum ao Icasa. A entidade argumentou, usando os processos do caso Lusa, que havia um conflito de competência em relação às brigas pelo acesso à Série A do Brasileiro, e queria levar o caso para a 2ª Vara Cível do Rio. Mas a juíza da 4ª Vara Cível deu uma resposta negativa e manteve de pé a inclusão do time cearense na elite do futebol nacional.

Como contra-ataque, o diretor jurídico da CBF, Carlos Eugênio Lopes, irá ao Fórum Central do Rio para, pessoalmente, tentar derrubar a decisão pró-Verdão do Cariri.

A CBF estava esperançosa em conseguir derrubar a liminar de forma rápida nesta quarta e chegou a fazer uma articulação na noite de terça para engatilhar a virada do jogo nesta quarta. Mas a medida não saiu como o planejado.

Fonte: Lancenet!