O técnico Eduardo Barroca concedeu entrevista coletiva após o empate sem gols entre Botafogo e Chapecoense na noite desta segunda-feira em partida válida pela décima sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar do resultado ruim, o comandante alvinegro lembrou que a sua equipe criou várias chances de gol, mas admitiu que o ataque não funcionou da forma que deveria.

“A gente enfrentou equipe que jogou com duas linhas de quatro bem compactadas e que não abriu as costas em nenhum momento. Você precisa de soluções próximas ao gol ou geralmente pressionado. Botafogo, mesmo com dificuldade, criou várias chances. No primeiro tempo, um pouco menos, mas mesmo assim tivemos cabeçada do Diego Souza e um cruzamento do Luiz Fernando. Tivemos dificuldades no meio das duas linhas de quatro, faltou ordem para atacar a última linha com maior clareza”, destacou.

Questionado sobre as baixas no elenco alvinegro ocasionado por diversas circunstâncias, Barroca afirmou que está tentando buscar soluções dentro do própria equipe e revelou que a situação que o clube se encontra é complicada, mas evitou fazer qualquer tipo de reclamação e preferiu exaltar o grupo que tem nas mãos atualmente.

“Desde que cheguei, perdemos Kieza, Ferrareis, Erik, Biro Biro e agora o Jonathan. Diante desse cenário, é preciso ser realista. A gente tenta buscar as soluções da maneira que estamos tentando, que é tentar em casa. Diante do cenário do clube, é difícil buscar fora do Botafogo. Não cabe fazer reclamação. Tanto direção quanto jogadores encaram a situação de frente. Buscamos com empenho dos jogadores e de toda a comissão que aqui já estava. É bom exaltar todo o corpo técnico que aqui já estava”, encerrou.

Fonte: Rádio Tupi