A incrível vitória do Botafogo sobre Rio Claro por 90 a 89 nesta sexta-feira, no interior paulista, com direito a uma cesta mágica de Jamaal nos segundos finais, foi muito festejada pelos atletas e comissão técnica, como não poderia deixar de ser.

Muito provocado pela torcida de Rio Claro durante todo o confronto, Jamaal decidiu a partida com uma cesta de três após errar o segundo lance incrível – o Botafogo perdia por três pontos, a menos de dois segundos do final. O norte-americano não escondeu a emoção com o feito e alfinetou quem o vaiou.

– É a segunda vez que consegui fazer isso aqui, acho que o torcedor não gosta de mim por causa disso. Tenho muito respeito por eles, hoje foi uma guerra. Temos muito respeito por esse time, foi uma batalha até o final. Estou muito emocionado, é muito maneiro. Queria essa bola, foi sorte que caiu nas minhas mãos, treino todos os dias por essa bola, Deus me colocou numa situação muito especial – afirmou Jamaal ao canal Fox Sports.

Léo Figueiró, técnico da equipe do Botafogo e um dos responsáveis pelo sucesso do basquetebol alvinegro, também estava muito emocionado e dedicou a vitória a dois dirigentes do clube:

– Queria aproveitar esse espaço aqui… Dois caras que estão sendo muito firmes com a gente e tomam muita paulada. Essa vitória é do Glaucio Cruz (vice-presidente de esportes gerais do Botafogo) e do Alexandre Brito (diretor-geral de esportes olímpicos), é de vocês isso aí!

Em dezembro passado, o sucesso do basquete do Botafogo – que teve como ponto alto a conquista do título da Liga Sul-Americana – gerou um conflito político interno, após um desabafo de Ricardo Wagner, ex-presidente do Conselho Fiscal, num grupo de e-mails, respondido de forma irônica por Carlos Augusto Montenegro. Tanto Glaucio Cruz quanto Alexandre Bito foram citados por Ricardo Wagner como corresponsáveis pelo sucesso do basquete do clube.

Fonte: Redação FogãoNET