A cada ano que passa o Botafogo vem se firmando como uma das principais equipes no cenário nacional. Agora, o clube da estrela solitária traz para sua prateleira um troféu inédito, que abrilhantará ainda mais a história do clube alvinegro: a taça da Liga Sul-Americana 2019.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo

Com o título, o Fogão levou para casa o seu primeiro troféu em competições internacionais, coroando um trabalho que vem sendo feito desde o acesso do clube a elite do basquete nacional, em 2017.

Comandante da equipe, Léo Figueiró ressaltou a coragem do time alvinegro e o orgulho que sente de todo o seu plantel.

“Já falei isso, é um time muito corajoso. Tenho muito orgulho desses caras, muito orgulho mesmo. Eles merecem esse título, estão de parabéns. Tem que curtir, aproveitar, pois isso é algo histórico. A história foi escrita hoje aqui. É algo que os botafoguenses vão lembrar pelo resto da vida, tenho certeza. Vamos curtir esse momento e voltar para a realidade do NBB CAIXA e correr atrás”, afirmou o treinador.

Mas o caminho até o título foi longo e construído em triunfos, muitas vezes, recheados de muita emoção, com direito a decisões nos últimos instantes. Mas, com uma ideia bem definida e um grupo de jogadores que comprou a ideia de Léo Figueiro, eleito melhor treinador do último NBB CAIXA, as vitórias vieram ao melhor estilo Botafogo: no sufoco.

E essa foi a tônica da final. Em uma série melhor de três jogos, o Fogão perdeu o primeiro duelo em seus domínios e, na casa do adversário, conseguiu duas vitórias, a a última com direito a fortes emoções nos segundos finais, para sair com a taça do Ginásio Wlamir Marques.

O título que veio após um final dramático chegou a emocionar o armador norte-americano Jamaal, grande estrela do Fogão. Em lágrimas, o jogador dedicou a conquista do campeonato ao pai.

“Estou muito emocionado agora. Queria muito ganhar esse campeonato, pois tudo que fiz no basquete foi por meu pai. Então, pelo o momento que ele está passando agora, isso é a realização de um sonho. É um momento que é muito complicado de falar, mas estou feliz demais. Amo esse esporte e jogo basquete por causa dele (pai). Ele está passando um momento complicado, mas cara, tudo que eu faço é por ele. Ganhar esse título é muito especial e queria dizer que o amo demais e que, chegando no hotel, vou ligar e falar que ganhei o campeonato para ele”, disse a estrela do Fogão.

A conquista também marca um ponto alto na hegemonia brasileira na competição. Até aqui, desde a criação do NBB CAIXA entre 2008 e 2009, as equipes brasileiras levaram o título da Liga Sul-Americana em oito oportunidades na última década.

O título também deu a vaga ao alvinegro carioca na próxima edição da Champions Américas, além de deixar tudo igual entre brasileiros e argentinos no ranking geral de títulos na Liga Sul-Americana – 11 conquistas para cada país, em 23 edições da competição disputada até aqui.

Fonte: Site da LNB