Felipe Conceição começou o ano como substituto de Jair Ventura no comando do Botafogo. Mas uma série de maus resultados e a eliminação alvinegra na Copa do Brasil custou-lhe o cargo. Mas o treinador voltou ao mercado e foi contratado pelo Macaé para a disputa da Série D.

Pelo Alvianil Praiano, o time vem liderando o Grupo A12 e está muito perto de confirmar a classificação do time para a próxima fase. Mas mesmo em sua nova equipe, não deixou de lado o Fogão e falou ao Globoesporte.com sobre sua saída do clube, do qual não guarda ressentimentos.

“Quando estamos em dificuldades, temos que fazer algo para reagir. Esses problemas ou nos jogam para baixo ou nos unem, nos fazem crescer. Não guardo mágoa do Botafogo, pelo contrário. Ficou um sentimento de gratidão. Mas agora, meu pensamento todo é no Macaé”, disse Conceição.

Apesar da demissão, o treinador também se vê com parte do crédito pela conquista do Campeonato Carioca. E afirmou que, ao contrário do que aconteceu no Glorioso, Felipe Conceição vem conseguindo tempo para impor seu estilo de trabalho no Macaé.

“É impossível comparar Botafogo e Macaé, claro. Mas aqui estou tendo mais tempo para botar as ideias em prática. O Botafogo foi uma grande oportunidade, mas a demissão faz parte do futebol. Não só comigo, mas com outros jogadores. Fico feliz de ter participado de metade do processo do título carioca”, disse.

Fonte: Torcedores.com e Globoesporte.com