Atacante, Bill vive da função de fazer gols. No Botafogo, ele lidera a artilharia ao lado de Jobson, com seis tentos anotados na competição. Mas a disposição do jogador ao defender o finalista do Campeonato Carioca o faz ser destaque também em outro quesito: nas faltas. E não por recebê-las. Pelo contrário.

De acordo com números do Footstats, o camisa 9 do Botafogo cometeu nada menos do que 49 faltas nos 17 jogos disputados na competição até o momento. Média de 3,3 por partida. É líder absoluto neste quesito. Em sua cola estão jogadores que têm como principal característica a marcação, como o volante Serginho, do Vasco, com 44 faltas, e o também volante Edson, do Fluminense, com 32 faltas.

O vaivém da disputa de Bill em campo lhe rendem, também, cartões. Foram seis amarelos. Mas o atacante caça, ele também é caçado em campo. Com 35 faltas recebidas, ele é o terceiro no quesito, atrás apenas de Marcelo Cirino, do Flamengo, com 54 faltas, e Madson, do Vasco, que foi derrubado 40 vezes.

Domingo, o Botafogo precisa de uma vitória simples sobre o Vasco para, ao menos, levar a decisão para os pênaltis. Bill pode ajudar: com 17 finalizações certas, ele é o quarto jogador com o pé mais calibrado no Campeonato Carioca.

Fonte: ESPN.com.br