É muita irresponsabilidade. O que se tem falado na mídia e nas redes sociais sobre esse Flamengo e Botafogo de quarta-feira é assustador.

O clima criado para o jogo é péssimo.

O Botafogo, pode não ser santo, mas foi vítima nessa história toda.

Falaram um monte de bobagem em relação a uma declaração simples e verdadeira de Jair Ventura sobre Rueda. Nada demais.

O ato racista de um mísero e infeliz torcedor não representa a conduta do clube, muito menos a maneira de pensar e agir sobre o tema, grave por sinal.

Não aconteceu nada de errado. O tratamento que a torcida do  Flamengo recebeu no Nilton Santos foi normal. E a mentira das caixas de som do Nílton Santos?

Qual a malandragem e qual intuito em acirrar o ódio entre os torcedores?

Não dá para livrar a cara dos dirigentes. Eles, que deveria dar exemplo, muitas vezes se perdem em declarações precipitadas e esquecem a ética.

Não existe mocinho.

Tomara que nada de grave e nenhuma tragédia seja registrada no Maracanã.

Fonte: Blog do Bruno Voloch - Gazeta Esportiva