BOTAFOGO.

Ricardo Gomes, por sua vez, vive um dilema diferente.

Sua preocupação ainda está na expectativa da chegada de pelo menos mais um atacante experimentado para escorar o lançamento de alguns jovens.

O Botafogo não está trabalhando para ser um time de parte de cima da tabela.

A realidade financeira é outra e obriga a comissão a dividir a montagem em dois ciclos visando à formação de um elenco competitivo.

A derrota para a Desportiva não diz nada…

Fonte: Blog do Gilmar Ferreira - Extra Online