O Botafogo escapou da derrota por pouco. Foi salvo literalmente no último lance do jogo contra o Avaí.

Se não fosse a ótima atuação de Gatito, embora tenha rateado no escanteio que originou o pênalti, a coisa tinha sido pior na Ressacada.

O time acusa finalmente o golpe. E demorou.

Boa parte do grupo, diria a maioria, está mal fisicamente. Como se não bastasse o Botafogo perdeu Roger, referência na frente, e vê Pimpão em péssima fase. Por sinal é injustificável hoje sua presença entre os titulares.

Tecnicamente o Botafogo nunca foi brilhante. Igualava e brigava na disposição e organização tática.

Fato é que desde a eliminação para o Grêmio na Libertadores o Botafogo caiu. Os últimos resultados não mentem. O time perdeu a pegada e a motivação não é a mesma.

Jair Ventura não tem peças de reposição. O elenco é enxuto.

O desafio é grande.

O Botafogo estacionou e vê perigosamente os concorrentes chegando. Pior. O time não dá sinais de reação.

Jair, novamente, terá que fazer mágica.

Fonte: Blog do Bruno Voloch - Gazeta Esportiva