A confiança estava estampada nas arquibancadas. Quase 3 mil pessoas, talvez o recorde do time em jogos em casa, foram ao estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora.

O Botafogo fez ‘bonito’ e retribui a confiança pulando de 8 para 9 pontos. Já dá até para fazer as contas mesmo na zona de rebaixamento.

Restam 28 jogos e o o time precisa somar pelo menos mais 34 pontos para sonhar com a permanência na primeira divisão em 2017.

O torcedor não deve se desesperar. Como diz o técnico Ricardo Gomes ‘está tudo sob controle’.

E está mesmo. O presidente Carlos Eduardo Pereira mantém o discurso otimista do treinador. E não é para menos.

O Botafogo ‘evolui’ a cada rodada. Só não vê o crescimento do time quem é muito crítico ou exigente demais. Basta ver os números, afinal a equipe vinha de derrota para o Corinthians em São Paulo e agora empatou com o Figueirense em Juiz de Fora

O ponto conquistado deve ser comemorado. O Botafogo incomodou, foi valente e segurou o empate nos minutos finais da partida. O resultado só não pode ser mais valorizado porque o adversário jogou desfalcado de Rafael Moura.

As coisas dentro de campo melhoram a cada jogo. Diante do Figueirense apenas 1 jogador deixou o campo contundido. A média caiu.

O que se vê é ‘muita criatividade’ no meio com Octavio, Fernandes e Núñez, ‘segurança’ na defesa e ‘coerência’ na escalação do artilheiro Anderson Aquino na frente.

Ricardo Gomes ‘vai bem’. Vai bem mal.

Está perdido e sem critério algum. A gente até entende e não dá para culpar o treinador. Deve dar desespero.

Mas ‘está tudo sob controle’.

Malandro é o torcedor que garantir logo o pacote da série B para 2017.

Fonte: Blog Bate-Pronto - Bruno Voloch - Yahoo! Esportes