O Botafogo cumpriu sua obrigação e está de volta à primeira divisão do futebol brasileiro.

Mesmo sendo irregular em parte do campeonato e olhado sob desconfiança pelo torcedor, o time mereceu. Não se pode discutir os méritos da conquista. Apenas na primeira rodada a equipe deixou de figurar entre os 4 primeiros e subiu com 3 rodadas de antecedência.

O Botafogo teve competência contra os adversários diretos, sorte, contou sempre com tropeços dos concorrentes e trocou de treinador no momento correto.

Ricardo Gomes tem méritos, assim como Antônio Lopes.

O grande segredo da atual gestão foi montar um time de segunda divisão com jogadores de segundo escalão para jogar a série B.

Não sei honestamente se é o caso de comemorar o título. Para muitos alvinegros, o troféu da série B não chega a ser motivo de orgulho, muito embora Palmeiras, Atlético-MG, Grêmio e tantos outros gigantes do futebol brasileiro tenham a taça em suas respectivas galerias.

O Botafogo deu resultado e apaga uma das páginas mais tristes de sua história.

O clube pagou sua dívida com juros e correção. Lição dura. Lição árdua. Sofrida, como tudo no Botafogo.

Agora é virar a página e pensar grande.

O elenco atual é fraco. Os dirigentes não podem cair na armadilha e se iludir. É preciso montar um grupo muito mais forte, consistente, equilibrado e com jogadores de melhor nível em praticamente todos os setores.

Caso contrário o Botafogo vai sentir saudade da série B onde vão dizer que era feliz e não sabia.

Fonte: Blog Bate-Pronto - Bruno Voloch - Yahoo! Esportes