Blog: ‘Jobson não é um malandro. Tirá-lo dos gramados é devolvê-lo ao martírio’

Compartilhe:

Jobson está novamente impedido de trabalhar e por mais quatro anos.

A Fifa acaba de condená-lo a não se livrar de sua doença, por tirar dele qualquer estímulo para tratar da dependência química que o martiriza.

Jobson não é um malandro. É apenas uma pessoa doente.

Jamais usou de substâncias dopantes para levar vantagem sobre seus adversários.

Quando foi pego, e não parece ser o caso do nebuloso episódio mais recente na Arábia Saudita, foi pela sua dependência química.

Tirá-lo dos gramados é devolvê-lo ao martírio.

A Fifa se importa?

Quem, aliás, na sociedade hipócrita em que vivemos,se importa?



Fonte: Blog do Juca Kfouri - UOL
Comentários