Já é hora de os alvinegros se unirem para ajudar o novo presidente na montagem de um Botafogo ao menos competitivo.

Em suas declarações antes da derrota de 1 a 0 para o Shandong Luneng, sábado, no Engenhão, Carlos Eduardo Pereira falou sobre as limitações financeiras do clube e o quão difícil será qualificar o time.

Ter um orçamento enxuto não significa ter um grupo apenas esforçado.

É hora de Antônio Lopes, na função de gestor, usar do seu prestígio e trazer ao menos duas referências para formar, com Jefferson e Marcelo Mattos, espinha dorsal mais confiável.

Fonte: Blog do Gilmar Ferreira - Extra Online