O blog bancava após a humilhante derrota para o Internacional no fim de semana que a única saída da diretoria do Botafogo seria demitir Marcos Paquetá.

Os irresponsáveis que comandam o futebol do clube não agiram e pagaram para ver. Os jogadores não. Era nítido o desconforto com o trabalho pífio do técnico.

O elenco se recusou a entender o treinador que se perdeu completamente em pouco tempo e mostrou estar desatualizado.

Ninguém vai admitir abertamente. E nem é preciso, mas quem conhece um pouco de futebol e vive os bastidores há 30 anos, crava que o time derrubou Paquetá no Paraguai.

Os jogadores cansaram de esperar pela diretoria e agiram por conta própria. Sutilmente, deixaram as coisas acontecerem naturalmente contra o Nacional.

O que mais chama atenção nesse triste capítulo da história gloriosa do Botafogo não é a atitude do grupo, absolutamente comum no futebol.

A omissão daqueles que comandam o Botafogo é inadmissível. Impressionante como não tiveram a capacidade para identificar que Paquetá não aconteceria.

Fonte: Blog do Bruno Voloch - Gazeta Esportiva