Blogueiro exalta importância do CT: ‘Se o presente é satisfatório, o futuro é promissor’

Compartilhe:

Mais que a contratação de um craque, mais que um título sem planejamento futuro, mais que um patrocinador rico. O legado que será deixado por Carlos Eduardo Pereira e seus aliados tem uma importância ainda não compreendida por boa parte da torcida: o Centro de Treinamento, adquirido por botafoguenses ilustres e pago pelo clube ao longo de três décadas, é um marco na historia do Glorioso.

Viabilizar um CT era promessa de campanha. E, quando já parecia que o Mais Botafogo não conseguiria cumprir, a diretoria acenou com uma reunião quase que silenciosa do Conselho para aprovação dos trâmites. O local já é ocupado pelo Espaço Lonier, um ambiente multifuncional que permite a realização dos mais diversos tipos de eventos, e será comprado e adaptado para um módulo de treinamento integrado de excelência.

No Brasil, infelizmente, muitos torcedores ainda querem saber apenas de bola na rede. No entanto, ter uma estrutura qualificada capacita o clube para planejar seu futuro, atrair jogadores de ponta e ter um caminho planejado para os títulos que virão. Com a sede de General Severiano, o Mourisco Mar, o Sacopã e o excelente trabalho realizado no Estádio Nilton Santos, o Alvinegro fica muito “bem na fita” em termos de condições de trabalho.

Nosso CT, além de um sonho realizado, será o caminho para voltarmos definitivamente às glórias que nos levaram ao apelido de Glorioso. O momento em campo é excelente, como poucas vezes vi desde que me entendo por botafoguense, mas o futebol é dinâmico e imprevisível. Já a estrutura que está sendo montada é permanente, sólida e nos permitirá repetir o bom desempenho com muito mais frequência e naturalidade.

É a tecla que faço questão de bater sempre aqui: profissionalismo. Equipar o clube e trazer profissionais qualificados elevam por demais o nível do trabalho, transformando títulos e conquistas em apenas consequência. No nosso Centro de Treinamento, aperfeiçoaremos a equipe profissional enquanto lapidamos as jóias de nossa fortíssima divisão de base.

Se o presente é satisfatório, o futuro é promissor. Dados como falidos há pouquíssimo tempo, nos reerguemos aos poucos com passos importantes e decisivos. A quem cravou o nosso fim, resta o sabor amargo da língua queimada. Somos Botafogo, somos gigantes e estamos voltando – sem ajuda de mídia, políticos e dirigentes; sem quebrar regras ou virar a mesa. Somos nós por nós e, ao que parece, é o suficiente. Vamos em frente!

Fonte: Blog Preto no Branco - Pedro Chilingue - ESPN FC

Comentários