Apenas no fim da noite de ontem o site do Flamengo confirmou oficialmente a contratação de Willian Arão.

A notícia havia sido dada cedo pelo blog.

https://esportes.yahoo.com/blogs/bate-pronto/flamengo-confirma-contrata%C3%A7%C3%A3o-de-willian-ar%C3%A3o-110108119.html

O Presidente Carlos Eduardo Pereira cai finalmente na real.

O mandatário do Botafogo foi inocente demais, acreditou na ética, viveu no mundo da fantasia e bancou uma situação diante do torcedor que não poderia cumprir.

Willian Arão não só foi como desmentiu o presidente.

Foi-se o tempo, presidente, que se jogava por amor. Willian Arão fez o que a maioria faria no caso e não pode ser culpado.

Pensou no futuro, chega valorizado ao Flamengo, ganhando mais e apenas cumpriu o pré-contrato que o Botafogo insistentemente dizia não existir. Simples assim.

Willian Arão é mais uma ‘mentira’ inventada pelos jornalistas que vira verdade na gestão atual.

A saída dele porém deveria servir como incentivo ao presidente.

Houve uma inversão de valores.

Não era Arão que teria que dizer que não queria jogar mais no Botafogo e sim o Botafogo, pelas atitudes do atleta, fechar as portas do clube.

O Botafogo é muito maior que Willian Arão.

Só o presidente não enxergou (ainda) isso.

A derrota nos bastidores não apaga porém boa parte da gestão do presidente que tem lá seus méritos.

O Botafogo até agora agiu corretamente e liberou a maioria dos jogadores. Poucos poderiam contribuir na primeira divisão.

O ideal agora seria se concentrar na contratação de bons reforços, dar estrutura ao futebol, deixar a vaidade de lado e formar um time capaz de não correr riscos de ser rebaixado novamente em 2016.

Fonte: Blog Bate-Pronto - Bruno Voloch - Yahoo! Esportes