Com Eduardo Barroca no comando do Botafogo, um atleta em especial espera por dias melhores no time principal: o volante Gustavo Bochecha. Muito elogiado pelo novo treinador alvinegro, com quem trabalhou de 2016 a 2018, Bochecha, de 23 anos, terá pela frente uma oportunidade de ouro para se firmar de vez.

Agora, o volante está mais do que empolgado por reencontrar aquele que fez o seu futebol crescer e aparecer. “O fato de ele me conhecer há bastante tempo facilita um pouco. Mas, se eu não me dedicar nos treinos e der meu melhor, o passado feliz que tivemos juntos não irá me escalar. Claro que vou procurar dar meu máximo para estar preparado quando ele precisar de mim”, afirmou Bochecha, ao site Globoesporte.com.

Nesta quarta-feira, Barroca trabalhou pela segunda vez com o grupo, já de olho na estreia no Brasileiro, dia 27, contra o São Paulo, no Morumbi.

Um dos líderes do elenco, o volante João Paulo disse que as referências sobre o trabalho de Barroca na base dão confiança para uma mudança radical no estilo da equipe.

“Em 2017, eu já estava aqui e havia muitos elogios para ele, principalmente dos meninos que tinham sido campeões brasileiros. Ele gosta de fazer uma pressão na marcação, de valorizar a bola. São as primeiras impressões. Ainda é um início, não posso falar muito do trabalho, mas a primeira impressão é muito positiva”, admitiu João Paulo.

Fonte: O Dia Online e Globoesporte.com