Bochecha: ‘Minha saída do Botafogo não foi da melhor maneira. Ouvi muitas coisas injustas’

37 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Gustavo Bochecha - Oeste x Juventude - Série B do Brasileiro
Reprodução/SporTV

Gustavo Bochecha ainda tem certa mágoa da forma como saiu do Botafogo. Hoje volante do Juventude, ele foi criticado pelo ex-presidente Carlos Augusto Montenegro, que o definiu como “só custo”, para justificar a liberação gratuita, com o Alvinegro mantendo 50% dos direitos econômicos.

– Não posso negar que minha saída do Botafogo não foi da melhor maneira. Ouvi muitas coisas injustas. Mas é seguir e olhar para frente. Consegui, aqui no Juventude, ter sequência como titular e acredito que era isso que estava precisando. Ter uma continuidade para poder apresentar meu melhor futebol. Foram 42 jogos. Isso faz muita diferença para aumentar a confiança e, consequentemente, o rendimento – afirmou Bochecha ao site “GE”.

De afastado no Botafogo, treinando em grupo separado, Bochecha se tornou peça importante no Juventude, que voltou à Série A do Campeonato Brasileiro.

– Foi uma temporada espetacular e agradeço muito ao Juventude por isso. Acreditaram no meu potencial e me deram todo o apoio para que eu pudesse render. Participar desse momento histórico de fazer o Juventude voltar à elite do futebol brasileiro após 14 anos é inexplicável – completou.

Fonte: Redação FogãoNET e GE

Notícias relacionadas