Bolívar destaca postura de campeão e diz: Bota não oscila

Compartilhe:

São oito rodadas sem saber o que é derrota. No Campeonato Brasileiro, aliás, o Botafogo só perdeu duas vezes (Bahia e Grêmio, fora de casa). Com 29 pontos, é o líder da competição. Nem mesmo a síndrome dos gols sofridos no fim em três ocasiões (Flamengo, Atlético-MG e Inter) abalou o time. A confiança, por sinal, anda em alta no clube, principalmente após o triunfo por 3 a 1 sobre a Portuguesa, no Canindé, no domingo.

– Acho que todos podem ver que o Botafogo, desde a segunda ou terceira rodada (desde a terceira, com uma breve queda na quinta), está entre os quatro primeiros. Dizem que falta muita coisa, mas daqui a três rodadas está acabando o primeiro turno. Nos últimos anos, o campeão do primeiro turno venceu no final. O Botafogo não está oscilando, está tentando se manter entre os quatro primeiros. É uma postura de time campeão. O torcedor está acreditando mais, é só ver a quantidade de torcedores que tinha ontem (domingo) lá em São Paulo. O Botafogo prova que vai brigar até o fim pelo título – disse o zagueiro Bolívar à Rádio Brasil.

Bolívar foi peça importante no triunfo contra a Lusa. O zagueiro voltou a balançar a rede. Foi seu quinto gol na temporada, o primeiro no Brasileiro – os outros quatro foram no Campeonato Carioca.

– Estava a um bom tempo sem marcar (desde o Carioca). Em alguns jogos a bola teimou em não entrar. Contra o Inter passou perto, mas agora fui premiado e abri o placar para vitória de ontem (domingo).

Mas nem tudo foi festa. Houve momentos em que o foco não era o gol. Seedorf chegou a bater boca com Gilberto. Coisas do jogo, segundo Bolívar.

Bolívar treino Botafogo (Foto: Ivo Gonzalez / Agencia O Globo)
Bolívar sai em defesa do companheiro Seedorf (Foto: Ivo Gonzalez / Agencia O Globo)

– Aquilo é uma coisa que geralmente acontece. Uma equipe que quer ser vencedora tem que ser cobrada. Num campo de futebol a repercussão é maior, ainda mais com o Seedorf. Ele é exigente e quis fazer uma cobrança ao Gilberto, mostrando ao árbitro que de alguma forma ele estava tomando conta da situação com seu companheiro. É normal, sempre conversamos no vestiário para chegar da melhor maneira possível.

O Botafogo volta a campo na quinta-feira, mas por outra competição. O desafio agora é a Copa do Brasil. O Glorioso vai receber o Atlético-MG, pela partida de ida das oitavas de final, no Maracanã, às 21h50m (horário de Brasília).

– Em uma entrevista falei que tínhamos que tirar o foco do Brasileiro e ir para Copa do Brasil, que é diferente. Nada é decidido na primeira partida. São 180 minutos para conseguir a classificação. Para esse jogo de quinta-feira temos que estar concentrados, vencer sem sofrer gols. Provamos no Brasileiro contra o Atlético-MG que será um grande duelo (o jogo terminou 2 a 2). Temos que estar concentrados.



Fonte: Globoesporte.com
Comentários