Bolívar lembra dificuldades na carreira para vencer obstáculos e confiar em G-4

Compartilhe:

Uma história pessoal que pode servir de inspiração para o Botafogo na reta final do Campeonato Brasileiro. Ao lembrar sua própria carreira, Bolívar lembrou os obstáculos superados para garantir que confia na classificação do time para a Libertadores de 2014. Mais do que isso, ele põe como objetivo terminar na segunda colocação.

“Para chegar onde estou, passei por muitas dificuldades, joguei em vários clubes do interior do Sul, comecei a despontar já com 26 anos, em 2006. A partir dali, minha vida melhorou profissionalmente. Mas tudo passa pelas pedras no seu caminho, e nunca desisti. Agora elas aparecem novamente, são seis partidas. Quando cheguei ao Botafogo, falei em conquistar títulos e estar no topo das competições. Esse grupo está preparado e já deu provas, está muito focado nas obrigações e nos objetivos. A vontade de Libertadores é muito grande e esperamos que possa ser concretizada”, frisa Bolívar.

Na reapresentação após a derrota por 1 a 0 para o Goiás, os titulares ficaram na academia, enquanto os demais fizeram um coletivo no campo anexo. O clima de confiança em fechar bem o ano permanece inalterado.

“Não podemos pensar que não vai acontecer. Estamos há muito tempo no G-4. Não é uma derrota que vai nos desanimar faltando seis rodadas para acabar o campeonato. Enfrentaremos outro adversário complicado, que conheço muito bem e é forte, difícil de enfrentar. Temos que colocar os pés no chão, saber o que erramos contra o Goiás e que o jogo vai ser extremamente importante para a nossa classificação”, diz Bolívar, que tem história dentro do Internacional.

“Sabemos que o Inter não vem em momento legal, mas tem qualidade e é uma equipe muito difícil de ser batida. O Botafogo tem que ser praticamente perfeito para vencer essa equipe, procurar fazer o máximo para sair com a vitória”.

Fonte: Site oficial do Botafogo

Comentários