Bolívar: ‘Profissionalismo do time é de se tirar o chapéu’

Compartilhe:

Mesmo na liderança do Campeonato Brasileiro, nem tudo são flores em General Severiano, no Botafogo. Comandado por Seedorf, o time mostra eficiência dentro de campo – nos bastidores, contudo, a diretoria não faz um papel tão bonito. Em entrevista ao FOX Sports Rádio desta segunda (5), o zagueiro Bolívar expôs a difícil situação do clube.

“Hoje fechariam três meses de salários atrasados, mas nos pagaram um. As dificuldades são enormes”, disse. O atleta aproveitou para aliviar a barra da diretoria: “Mas nos entendemos por conta da falta de patrocínio e o fechamento do Engenhão”.

“Não podemos nos abater, só nós podemos reverter essa situação”, recomendou o beque, um dos líderes da equipe, aos companheiros. “A concentração e o profissionalismo dos atletas do Botafogo são de tirar o chapéu”, completou.

Na ponta da tabela, o Alvinegro soma 23 pontos. O Cruzeiro, segundo colocado, tem 21. Coritiba, com 20 e Internacional, com 19, completam o G-4.

Fonte: Fox Sports

Comentários