Bom Senso FC prepara modelos de calendário e espera a resposta da CBF

Compartilhe:

O Bom Senso F.C. já tem modelos de calendários prontos para serem apresentados à CBF num próximo encontro. Depois da primeira reunião, realizada no dia 7 de outubro, no Rio de Janeiro, alguns dos mais representativos jogadores envolvidos no movimento elaboraram projetos que visam equilibrar a temporada com menos partidas para os times grandes e mais atividade para os pequenos.

No início do mês, o presidente José Maria Marin recebeu Paulo André (Corinthians), Dida (Grêmio), Seedorf (Botafogo), Juninho e Cris (Vasco), e prometeu um retorno dentro de duas semanas. O prazo venceu nesta segunda-feira, mas a entidade não se manifestou. O advogado do Bom Senso tentou entrar em contato com a CBF, mas não teve êxito.

Os atletas entregaram um dossiê que abordava cinco pontos a serem melhorados no futebol brasileiro: calendário, férias, pré-temporada, participação no conselho técnico das competições e entidades, e fair-play financeiro, na verdade uma garantia de que os jogadores recebessem seus salários em dia, exigindo mais responsabilidade dos clubes com suas finanças.

Marin se disse favorável ao manifesto dos jogadores e prometeu uma resposta dentro de duas semanas. Sem ela, o Bom Senso não deverá pressionar a CBF. Os porta-vozes do grupo acreditam que terão a resposta em breve e querem estar preparados para debaterem com modelos de calendário.

Essa etapa, inclusive, adiou a busca por membros de comissões técnicas dos clubes. Atualmente, cerca de 860 jogadores das Séries A e B já aderiram ao movimento. No último fim de semana, em todos os duelos do Campeonato Brasileiro, os atletas dos times adversários se abraçaram no centro do gramado, num gesto simbólico do pedido por modificações no futebol do país.

Para não dar a impressão de um movimento elitista, os jogadores garantem que vão batalhar para que os clubes menores não fiquem tanto tempo inativos durante a temporada. Nos estudos encomendados pelo grupo também constam períodos que consideram mais adequados de férias e pré-temporada. Assim que a CBF responder ao dossiê entregue a Marin, eles deverão avançar para esse debate.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários