Botafogo busca reação no G-4 contra possibilidade de um fracasso histórico

Compartilhe:

Desde 2003, com a implementação do sistema de pontos corridos, o fato de estar no G-4 do Campeonato Brasileiro passou a ter uma importância além de conseguir apenas uma boa colocação na competição. Naquele pequeno grupo ficam os representantes do país na principal competição do continente, ao lado do campeão da Copa do Brasil.

Dos atuais quatro primeiros colocados, apenas o Botafogo não conseguiu alcançar esse objetivo desde que o novo modelo foi criado. Reais chances já aconteceram como em 2007 e 2010, mas este ano o clube faz a sua melhor campanha, com 29 rodadas no G-4, sendo 28 delas consecutivas.

No entanto, o momento de queda que o time vive assusta, faltando apenas seis rodadas para o fim do Brasileiro. Mesmo com a derrota por 1 a 0 para o Goiás, o Botafogo conseguiu se manter no G-4. Agora, em quarto lugar, com 53 pontos, apenas um à frente do próprio Goiás.

Outros passaram por situações parecidas e o Palmeiras de 2009 foi o que perdeu a vaga na Libertadores com o maior número de rodadas no G-4 durante a competição. Foram 32 e justamente na última o time saiu do grupo. Por isso, o Botafogo sofre com a ameaça de um fracasso histórico.

– A gente precisa se concentrar e fazer o que vinha fazendo. O grupo está fechado confiante e não pode deixar uma derrota abater. Ainda não é desesperador. O Botafogo depende apenas dele para ficar no G-4 – afirmou o goleiro Jefferson.

Em 11 edições com o sistema de pontos corridos no Campeonato Brasileiro, 16 clubes conseguiram a classificação para a Libertadores pelo G-4. Entre eles, São Caetano, em 2003, e Paraná, em 2006. Ambos sequer disputam a Série A no momento.

Este ano, o G-4 pode virar G-5 caso o campeão da Copa do Brasil termine entre os quatro primeiros. Ou até virar G-3, caso São Paulo ou Ponte Preta vençam a Copa Sul-Americana, o que tiraria uma vaga na Libertadores via Campeonato Brasileiro.

O próximo jogo do Botafogo é contra o Internacional, domingo, em Caxias do Sul. Se não vencer, o Alvinegro poderá sair do G-4 em caso de vitória do Goiás sobre o Flamengo, sábado, no Maracanã. O Cruzeiro lidera a competição, com 68 pontos, seguido de Atlético-PR, com 55, e do Grêmio, com 54.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários