Próximo de ser tornar clube-empresa, o Botafogo terá em dezembro reunião no Conselho Deliberativo para tratar do assunto. Uma das lideranças do projeto e influente no clube, o ex-presidente Carlos Augusto Montenegro explicou a questão em entrevista à Rádio Brasil, nesta sexta-feira.

De acordo com Montenegro, já foram iniciadas conversas com investidores. O clube estuda a melhor forma de realizar a transição do atual modelo para Botafogo S.A..

– A data pode ser 10, 11 ou 12 (de dezembro), nossa tentativa é 10. Tem uma burocracia, tempo para convocar o Conselho. Seria uma bênção se já tivéssemos os investidores até lá, estamos contatando muita gente, pode aparecer um grupo e assumir tudo, podem ser cinco grupos, podem ser faixas para botafoguenses entrarem. A ideia é apresentar o modelo Até lá podem aparecer investidores, estamos conversando com diversos. Muitos estão estudando o material, outro querem saber quem vai comandar, o que depende de quem investir e comprar, porque ele vai indicar o gestor. É importante começar a esclarecer para as pessoas entenderem. Temos que trocar o pneu que furou com o carro em movimento. Porque você não tem investidor, mas logo depois começa a contratação de jogadores, dispensas, pré-temporada, campeonatos… Tem que ter uma transição. É o que estamos pensando em como fazer – comentou Montenegro à Rádio Brasil.

O projeto nasceu em estudo encomendado pelos irmãos Moreira Salles à Ernst & Young. A ideia é criar uma SPE (Sociedade com Propósito Específico) que vai transformar o futebol em clube-empresa, separar das demais áreas e permitir o aporte de investidores. O Botafogo tem que fazer a transição entre dezembro de 2019 e janeiro de 2020, no período sem competições oficiais.

Fonte: Redação FogãoNET e Rádio Brasil