Flamengo e Botafogo foram absolvidos, nesta sexta-feira, após sessão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Ambos os clubes estavam sob julgamento por conta de tumultos na semifinal da Copa do Brasil, quando as equipes disputaram clássico, vencido pelo Rubro-Negro.

Pelo lado do Urubu, as denúncias foram por conta de desordens nos portões D, E e F do Maracanã, desde a entrada dos torcedores até casos de confusão e violência durante a partida. Além disso, o caso de injúria racial contra Vinícius Júnior, por parte de botafoguense, também foi analisada.

O Alvinegro, por sua vez, foi enquadrado por conta do comportamento de sua torcida. Fãs do clube tentaram invadir setor fechado do estádio. Além disso, entraram em confronto com a polícia, atirando cadeiras e bebedouros.

No julgamento, ficou decidido que os clubes não tinham como conter desordens deste tamanho. “É impossível fazer repressão de um tumulto desse tamanho. Muitas pessoas querendo entrar ao mesmo tempo. Não há como responsabilizar o clube por essa situação”, argumentou o relator do processo, Luiz Felipe Procópio.

Como não houve divergência a partir da análise do relator, unanimidade foi declarada e Flamengo e Botafogo escaparam de punições. Em relação às injúrias contra Vinicius Júnior, ficou considerado como caso isolado, no qual o transgressor foi identificado.

Fonte: ESPN.com.br