Nos últimos tempos, o Botafogo não está acostumado a frequentar clubes tão restritos como hoje. Neste sábado, o Alvinegro e o Grêmio são os únicos times do Brasil a disputar as três principais competições que podem: Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores. São os dois “melhores alunos” da classe que é a Série A.

É um retrato do momento de ambos os times e uma prova da alegria das duas torcidas, talvez as mais felizes do Brasil. Os jogadores também não têm do que reclamar:

— Todo jogador sonha com um momento desses, jogar as três maiores competições do Brasil, com boas chances de título. A gente sonha em ir para as finais, levantar canecos — afirmou ontem o meia João Paulo.

Neste sábado, às 16h, contra o São Paulo, no Estádio Nilton Santos, o Botafogo volta os focos para o Brasileiro, um quase “patinho feio” entre os campeonatos que o clube disputa. O objetivo é vencer em casa, contra uma equipe na zona de rebaixamento, para se firmar na parte de cima da tabela. Ao São Paulo, só resta o Brasileiro, e o time está no Z-4.

Isso porque, em agosto, o Alvinegro enfrenta uma maratona, com as semifinais da Copa do Brasil, contra o Flamengo (dias 16 e 23), e, dia 10, o jogo de volta das oitavas da Libertadores, contra o Nacional-URU. O técnico Jair Ventura já afirmou que, apesar de um transtorno, será necessário poupar atletas ao longo do Brasileiro, como feito contra Corinthians e Atlético-GO.

— Ninguém joga com intensidade segunda, quarta e domingo — disse o técnico.

DIFICULDADES DO ADVERSÁRIO NÃO FACILITAM

Ninguém melhor do que o Botafogo sabe que uma equipe grande na zona de rebaixamento a essa altura do campeonato não pode ser menosprezada. Isso porque o próprio Alvinegro passou pela situação no ano passado.

No começo da 17ª rodada de 2016, o time era o 17º colocado, com 17 pontos, um mais que o São Paulo tem hoje.

Os paralelos não param por aí: enquanto Hernanes estreia hoje pelo Tricolor paulista, Camilo — também um meia que chegava com status de craque do time — estreava no Botafogo no fim de junho do ano passado. E Jair Ventura chegou no Alvinegro em agosto, época parecida com a da vinda de Dorival Júnior para o São Paulo.

Tudo isso deixa a delegação do Botafogo atenta e cuidadosa com o adversário:

— A gente não pode se deixar enganar. Na minha maneira de ver, é uma equipe muito qualificada, não encontraram a melhor forma de atuar esse ano, não vem tendo bons resultados mas são excelentes, com um treinador muito bom. A gente respeita bastante, sabe que será um jogo difícil e a gente vai ter trabalho — disse João Paulo.

FICHA DO JOGO

Botafogo: Gatito Fernández, Emerson Santos, Carli, Igor Rabello e Victor Luís; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, João Paulo e Marcos Vinícius; Rodrigo Pimpão e Roger.

São Paulo: Renan Ribeiro, Bruno, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Petros, Jucilei, Marcinho, Hernanes e Cueva; Lucas Pratto.

Juiz: André Luiz Castro (GO).

Local: Estádio Nilton Santos.

Horário: 16h.

Transmissão: Premiere e Rádio Globo/CBN.

Fonte: Extra Online