Com a chegada de Danilo Barcelos, o Botafogo fechou o elenco para esse primeiro semestre de 2020. Foram dez reforços no total após muitas dispensas no fim do ano. O início de uma reestruturação no futebol já de olho na transformação em clube empresa que parece iminente.

Apesar de enxergar o elenco fechado, o Botafogo pode voltar ao mercado da bola ainda nas próximas semanas. Isso, porém, só aconteceria caso o clube negociasse a venda de algum atleta. Nesse caso, teria que repor a perda. Se nenhuma proposta chegar, o atual grupo de jogadores é quem estará à disposição do técnico Alberto Valentim.

Essa foi a participação do Botafogo no mercado da bola: Chegaram os laterais Guilherme Santos, Barrandeguy, Warley e Danilo Barcelos; o zagueiro Ruan Renato; os volantes Luiz Otávio e Thiaguinho; o meia Bruno Nazário; o atacante Alexander Lecaros; e o centroavante Pedro Raúl.

João Paulo esteve bem próximo de deixar o Botafogo. Ele teve proposta do Seattle Sounders, dos Estados Unidos, mas não chegou a um acordo com o clube norte-americano. Se não houver acerto, o meio-campista seguirá no Alvinegro. Outros jogadores estão valorizados no mercado: Alex Santana, Gatito Fernández, Marcinho e Luiz Fernando podem ser negociados em caso de boa oferta.

Com jogadores ainda se integrando ao elenco, o Botafogo decidiu alonga sua estadia no Espírito Santo e utilizar um time recheado de jovens nos dois primeiros jogos do Campeonato Carioca, contra Volta Redonda e Madureira, amanhã (18) e terça-feira (21), respectivamente. A equipe principal vai debutar somente na 3ª rodada, contra o Macaé, no Nilton Santos.

O objetivo é focar nos treinamentos do técnico Alberto Valentim e, claro, ganhar o máximo de entrosamento possível nesse curto tempo antes da bola rolar. Porém, ainda é cedo, inclusive, para se desenhar um esboço do time titular. O que se viu foi muito pouco nesse sentido e a chegada de reforços poderá mudar toda a dinâmica.

Fonte: UOL