O Botafogo contratou o volante Hygor, que estava no Bangu. Alguns dias depois, Eduardo Hungaro foi confirmado e efetivado como treinador do Alvinegro. O problema é que o atleta é casado com a filha do comandante. Neste cenário, a diretoria, juntamente com a comissão técnica, decidiram emprestar o jogador para que não houvesse uma pressão sobre Hungaro.

Internamente, o Botafogo admite que teve medo de que a situação pudesse gerar comentários maldosos de outros jogadores e preferiu evitar um problema maior emprestando Hygor. Além disso, o fato de Hungaro estar começando a carreira foi decisiva. Com a medida, a diretoria espera dar mais tranquilidade ao treinador.

Porém, a decisão do Botafogo vai de encontro a alguns exemplos de sucesso no esporte. O caso mais similar é o de Maradona, então técnico da Argentina, que convocou o genro Aguero para a seleção. Na oportunidade ele recebeu muitas críticas, mas o futebol do atacante dentro de campo mudou a forma da opinião pública ver a situação.

Outro caso é o do técnico Abel Braga, que chegou ao Fluminense em 2011 e encontrou seu filho, Fábio Braga, no elenco do Tricolor. Ele havia acabado de subir dos juniores e pouco foi utilizado no time profissional. O treinador, inclusive, fazia questão de tratar o volante como qualquer jogador, embora os companheiros relatassem que o comandante até exagerava nessa questão.

“No Botafogo, ninguém contrata jogador sozinho. Há uma série de análises e ele vinha sendo monitorado desde 2009, quando foi indicado pelo Eduardo Húngaro. Ele voltou este ano ao Brasil e ajudamos a colocá-lo no Bangu, com quem nós temos uma parceira. Continuamos acompanhando”, disse o gerente técnico Sidinei Loureiro. “Quando houve a efetivação do Hungaro, tomamos a providência de emprestar o Hygor. A vinda dele já estava agendada, mas é uma situação diferente”, completou o dirigente.

“Entendemos que o melhor neste momento é ele não estar aqui. Tem qualidade técnica para estar no Botafogo, mas acho que ficou claro que, com a minha efetivação, o melhor é que não esteja aqui. Tenho certeza de que conquistará seu espaço”, explicou o técnico do Botafogo, Eduardo Hungaro.

Consultado pela reportagem do UOL Esporte, o Botafogo disse que a decisão foi tomada em conjunto entre diretoria e comissão técnica. O Alvinegro segue em preparação e já programou uma viagem a Saquarema como parte da pré-temporada. O elenco ficará no centro de treinamento da CBV (Confederação Brasileira de Vôlei) entre 11 e 17 de janeiro, quando retornará para a estreia do Carioca, no dia 18, contra o Resende.

Fonte: UOL