Botafogo lamenta erro no gol no finalzinho: ‘Falhamos em um cruzamento horrível’

Compartilhe:

O Botafogo jogava por dois empates e segurava o 0 a 0 até os 46min do segundo tempo, quando Rafael Silva aproveitou falha da zaga e fez o gol da vitória do Vasco, que reverteu a vantagem e jogará por um empate no próximo domingo para ser campeão do Carioca. Zagueiro do Alvinegro, Diego Giaretta lamenta o erro da equipe no lance e revela uma curiosidade.

Além de dizer que o Botafogo foi melhor no jogo, apesar do domínio vascaíno visto nos 90min, o zagueiro disse que o gol do adversário só saiu porque a zaga do Alvinegro foi surpreendida pela cobrança de falta de Bernardo, que não pegou bem na bola.

“Futebol não é justo. Nunca é. Mas não podemos dizer que foi só injustiça. Marcamos bem o jogo todo. Na bola que eles bateram errado, uma bola horrível, falhamos, erro nosso. Ela quicou na nossa área três vezes e erramos. Mas não tem nada perdido. Tem mais 90min para reverter isso”, disse Giaretta.

Willian Arão, por sua vez, preferiu lembrar que o Botafogo já esteve em situação semelhante nas semifinais contra o Fluminense, quando foi derrotado no primeiro jogo e viu o rival reverter a vantagem do empate. Mesmo assim o Alvinegro ganhou o segundo jogo e passou para a final.

O volante ainda lamentou o fato de ter acertado o travessão já no fim do jogo, minutos antes do Vasco fazer o gol da vitória. O lance foi bem similar ao do primeiro jogo da semifinal com o Fluminense, quando o mesmo Arão descontou e deixou o Botafogo com diferença de apenas um gol.

“A jogada realmente foi igual. Acertei o travessão. Fiz tudo certo, infelizmente acertei o travessão. O jogo muito igual e resolvido no detalhe. Saímos perdendo, mas foi assim também contra o Fluminense. É trabalhar e reverter a situação”, afirmou.

Com a vitória, o Vasco poderá empatar no próximo domingo para se sagrar campeão do Campeonato Carioca. Para levantar a taça, o Botafogo precisa de vitória por dois gols de diferença.  Caso triunfe por apenas um, a decisão será decidida nos pênaltis.



Fonte: UOL
Comentários