O Botafogo deu adeus às chances de rebaixamento no Campeonato Brasileiro e já pensa até em conquistar uma vaga na Copa Libertadores de 2019. A mudança de patamar tem sido muito comemorada pela torcida e está diretamente ligada ao retorno do goleiro Gatito Fernández ao Alvinegro.

Desde que retomou a titularidade após seis meses em recuperação de uma fratura no punho, Gatito sofreu apenas um gol, e o Botafogo enfileirou quatro vitórias, o que fez o time ocupar a nona posição, com 47 pontos, e passar a sonhar com um lugar no G-6.

Mais do que boas atuações e defesas decisivas, Gatito passou confiança ao sistema defensivo. Ainda que o jovem Saulo tenha vivido alguns bons momentos, contar com um goleiro experiente fez a diferença.

O crescimento da defesa se deu em um todo. Zaga e laterais marcaram bem nos últimos jogos e deram pouco espaço aos adversários. Fundamental na conquista do Campeonato Carioca, quando defendeu dois pênaltis na final contra o Vasco, Gatito aumenta cada vez mais o prestígio no Alvinegro.

A principal missão já foi cumprida: escapar do rebaixamento. Se a vaga na Libertadores vier, o feito será ainda mais positivo. O fato é que o Botafogo se transformou em outro desde o retorno do arqueiro paraguaio.

“A volta do Gatito certamente foi importante, mas não deixamos de trabalhar. Um conjunto de fatores fizeram com que todos entendessem a responsabilidade de jogar em um clube grande”, disse o técnico Zé Ricardo.

Fonte: UOL