Botafogo vive maior turbulência no ano, e clássico ganha ares de decisão

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Botafogo vive maior turbulência no ano, e clássico ganha ares de decisão
Vitor Silva/Botafogo

Com apenas uma vitória nos últimos 12 jogos, o vice-lanterna Botafogo enfrenta o rival Fluminense neste domingo (4), às 11h (de Brasília), no Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro, com a necessidade de vencer para conter a turbulência. A crise que se instalou em General Severiano já fez uma vítima de peso.

O técnico Paulo Autuori não resistiu aos insucessos e foi demitido. Com sua saída, ruiu também o plano de ter o campeão brasileiro de 1995 em algum papel de gestão quando houver a formalização do projeto do clube-empresa.

Sem dinheiro no caixa e com pouco tempo para agir, o Alvinegro resolveu em casa mesmo sua pendência. O auxiliar Bruno Lazaroni irá comandar a equipe contra o Fluminense, e sua efetivação não está descartada. Ele sabe, no entanto, que precisa de resultados com a máxima urgência e que o clássico ganhou ares de final.

“A gente precisa ter resultado a curto prazo. Até por causa de uma possível continuidade. Mais do que nunca, a nossa intenção é passar confiança aos atletas e conversar com eles. Não tem muito tempo para treinar. Vamos tentar fazer os ajustes que já vinham sendo feitos com o Paulo [Autuori] e contar com a colaboração dos atletas para a gente sair, em um primeiro momento, dessa zona de confusão”, disse Lazaroni.

O profissional vai contar com o apoio do ex-volante Túlio Lustosa, que também chega ao clube em meio ao cenário de crise. Querido pelo torcedor, o “Guerreiro” aposta na força da camisa para que o time volte a vencer

“A base de tudo no futebol é confiança. É tentar transmitir isso para os atletas. Camisa nós temos. A força da camisa do Botafogo é gigantesca. Podemos não ter o mesmo dinheiro que outros rivais, mas nós temos muita força de camisa. Essa estrela solitária vai voltar a brilhar”, afirmou.

Com muitas mexidas nos bastidores, o time tem como desafio reverter em campo o quadro. Contra o Fluminense, Gatito, com edema ósseo, está fora. Com lesão nos ligamentos do tornozelo, Nazário também é baixa certa. Por outro lado, Marcelo Benevenuto volta.

Fonte: UOL

Notícias relacionadas