Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Botafogo passa por mudanças para, diante do Nova Iguaçu, enfim reencontrar o caminho das redes

14 comentários

Compartilhe

Felipe Ferreira é apresentado pelo Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo tenta neste domingo, às 18h, contra o Nova Iguaçu, se reencontrar com seu poderio ofensivo. Após a equipe amargar um jejum de três jogos no Campeonato Carioca, o técnico Marcelo Chamusca recorre a novas cartadas para dar ao Alvinegro o esperado poder de reação já no Estádio Elcyr Resende, em Saquarema.

A missão se mostra intensa. Afinal, jogadores do Botafogo não estufam as redes desde no Carioca desde a vitória por 3 a 0 sobre o Resende (quando Warley marcou aos 25 minutos do segundo tempo), em 7 de março. No dia 10, botafoguenses também comemoraram a goleada por 5 a 0 sobre o Moto Club (na qual Frizzo deu números finais ao jogo, aos 36 minutos).

Depois disso, veio o jejum: no empate em 1 a 1 com Vasco, Zeca (contra) mexeu no placar a favor do Glorioso. Nas demais partidas, a equipe de Marcelo Chamusca empatou sem gols com o Bangu e amargou uma derrota por 2 a 0 para o Flamengo.

A preocupação de Chamusca rendeu até a busca por dar um equilíbrio no meio de campo. O jovem Kayque tende a ganhar a titularidade no lugar de Zé Welison, com o objetivo do Alvinegro ganhar um equilíbrio maior no confronto com a Laranja da Baixada.

Já o setor ofensivo deve ter trocas bem significativas. Felipe Ferreira terá o papel tanto de conduzir as jogadas com mais qualidade quanto de achar os espaços para que os atacantes encontrem suas oportunidades.

A entrada do meia permite que Marcinho não fique sobrecarregado. Sua missão será tornar a linha de frente, que tem também Warley e Matheus Babi, mais incisiva. Uma mobilização para que o Botafogo entre de vez na briga por uma vaga nas semifinais do Carioca.

Fonte: Terra

Comentários