Sob o comando de Eduardo Barroca, o Botafogo fez boa campanha no primeiro turno, quando chegou até mesmo a brigar por uma vaga na próxima Libertadores. O clube, no entanto, perdeu algumas peças importantes por lesões ou negociações e viu o elenco se enfraquecer. O normal seria a diretoria ir ao mercado da bola para repor as saídas, mas não foi o que aconteceu.

O primeiro a deixar o Botafogo foi Erik. O atacante pertence ao Palmeiras e estava emprestado em General Severiano. Um dos principais jogadores do elenco, o atacante recebeu proposta vantajosa do futebol japonês e aceitou o desafio. Barroca, portanto, havia perdido um titular absoluto e esperava por uma peça de reposição.

O Botafogo até contratou Biro Biro com esse objetivo. Porém, o imponderável entrou em ação e criou uma verdadeira saia-justa. O atacante teve um problema cardíaco durante um treinamento e teve que dar um tempo na carreira. O Alvinegro, então, ficou sem o ‘substituto’ de Erik.

Após perder Biro Biro, o Botafogo tinha a opção de ir ao mercado para trazer uma nova peça. Porém, a crise financeira pesou. É que os salários estavam atrasados e a chegada de um reforço poderia atrapalhar o bom clima do elenco. A diretoria, então, decidiu ir com o que tinha.

Isso abriu espaço para jogadores que já estavam no elenco, mas tinham poucas oportunidades até então. Casos de Luiz Fernando e Rodrigo Pimpão. O primeiro segue como titular, mesmo diante de má fase explícita. O segundo vinha reconquistando sua lacuna no time, mas sofreu uma lesão no joelho contra o Vasco, na última quarta e não deve mais jogar esse ano.

Além do ataque, o Botafogo também vendeu Jonathan para o Almería, da Espanha. O lateral esquerdo disputava a titularidade com Gilson, que se acomodou com a saída do ‘rival’. Yuri e Lucas Barros fazem sombra, mas considerados ‘verdes’ para assumir a posição neste momento.

O Botafogo já é o time que mais utilizou jogadores das categorias de base no atual Campeonato Brasileiro. Com as saídas e lesões, esse cenário pode aumentar ainda mais.

Fonte: UOL