O Nilton Santos se tornou um lugar seguro para o Botafogo nesse Campeonato Brasileiro, principalmente no segundo turno. Abraçado pela torcida nos últimos jogos, o estádio foi o local em que o Alvinegro conquistou todos os seus pontos na metade final da competição. Se o desempenho é preocupante e o temor pela zona de rebaixamento nesta reta final é grande, a casa é um alento para o clube de General Severiano.

O desempenho do Botafogo em seus domínios será colocado à prova nessa reta final de temporada. Na década, o Glorioso só venceu as últimas quatro partidas que fez como mandante no Campeonato Brasileiro uma vez, no ano passado- se isto acontecer em 2019, a equipe comandada por Alberto Valentim, que ainda terá três jogos para realizar diante da torcida, chegaria aos 45 pontos, número suficiente para se livrar do fantasma da segunda divisão.

Em 2018, o Botafogo de Zé Ricardo engatou quatro vitórias seguidas em casa na reta final do Campeonato Brasileiro, contra Corinthians, justamente o próximo rival na atual temporada – no ano passado, a partida diante do Timão iniciou a reação contra a degola -, Flamengo, Internacional e Paraná.

As atuações foram fundamentais para o time escapar do rebaixamento. Um ano depois, a história pode se repetir e as partidas em casa deverão ser, mais uma vez, fundamentais na briga contra as últimas quatro posições na tabela da competição. Vale ressaltar que o Botafogo já venceu o Avaí por 2 a 0, pela 32ª rodada.

O melhor desempenho do Botafogo nas últimas quatro partidas em casa no período – com exceção, é claro, de 2018 -, ocorreu em 2013, ano que a equipe, à época comandada por Oswaldo de Oliveira, garantiu vaga na Taça Libertadores do ano seguinte. Aquele time, liderado por Clarence Seedorf, teve três vitórias e um empate, representando a única temporada que o Alvinegro realizou tal sequência de maneira invicta.

A missão em 2019, portanto, não promete ser fácil: para superar a marca e repetir a melhor sequência nos últimos quatro jogos como mandante no Campeonato Brasileiro de forma consecutiva, a equipe de Alberto Valentim terá que vencer os jogos contra Corinthians, no próximo domingo, Internacional, no dia 30 de novembro, e Ceará, em 8 de dezembro, pela última rodada.

Se o Botafogo tem a segunda pior campanha do segundo turno, o único fator positivo de um cenário que parece aterrorizante é que todos os pontos conquistados pela equipe no período foram dentro de casa. O Estádio Nilton Santos representa uma das principais armas do Glorioso para conquistar resultados positivos nesta reta final de temporada.

ÚLTIMOS COMPROMISSOS DO BOTAFOGO COMO MANDANTE NA DÉCADA:

201
Botafogo 1 x 0 Corinthians
Botafogo 2 x 1 Flamengo
Botafogo 1 x 0 Internacional
Botafogo 2 x 1 Paraná

2017
Botafogo 1 x 2 Fluminense
Botafogo 0 x 1 Atlético-PR
Botafogo 1 x 2 Atlético-GO
Botafogo 2 x 2 Cruzeiro

2016
Botafogo 3 x 2 Atlético-MG
Botafogo 0 x 0 Coritiba
Botafogo 0 x 2 Chapecoense
Botafogo 1 x 1 Ponte Preta

2015
Botafogo 2 x 1 Flamengo
Botafogo 0 x 2 Atlético-PR
Botafogo 0 x 1 Figueirense
Botafogo 0 x 0 Atlético-MG

2013
Botafogo 1 x 0 Atlético-MG
Botafogo 0 x 0 Portuguesa
Botafogo 4 x 0 Atlético-PR
Botafogo 3 x 0 Criciúma

2012
​Botafogo 3 x 2 Vasco
Botafogo 4 x 0 Atlético-GO
Botafogo 3 x 0 Portuguesa
Botafogo 2 x 3 Atlético-MG

2011
Botafogo 1 x 0 Cruzeiro
Botafogo 0 x 1 Figueirense
Botafogo 1 x 2 Internacional
Botafogo 1 x 1 Fluminense

Fonte: Terra