O Botafogo poderá ser campeão do Campeonato Carioca no próximo domingo. Basta vencer o Vasco no próximo domingo por dois gols de diferença – triunfo por apenas um levará a decisão para os pênaltis. Diante desse cenário, seria de se imaginar que o Alvinegro estivesse satisfeito com o elenco que tem nas mãos. Mas não é bem isso que ocorre.

Alguns jogadores não tiveram boa avaliação nesses quase quatro meses e a diretoria foi ao mercado para viabilizar reforços. Evidentemente, a grande maioria está em alta no Botafogo, mas alguns atletas deixaram claro para a comissão técnica que não têm condição de ser parte ativa do projeto Série B, que tem início marcado para 5 de maio.

O primeiro reforço para o restante da temporada é Daniel Carvalho. O apoiador já vinha treinando e agradou a comissão técnica. Após anunciar a aposentadoria, em 2013, ele voltou aos gramados e assinou com o Botafogo até dezembro. Outra carência é na lateral esquerda e Pedro Rosa já integra o elenco e fará concorrência para Thiago Carleto.

Com a saída de Dankler, o Botafogo está atrás de um zagueiro. As frequentes lesões de Roger Carvalho acenderam um sinal de alerta na diretoria, que busca encorpar o setor. Mesma situação no meio de campo. Marcelo Mattos e Willian Arão fazem boa dupla, mas a reposição deixa a desejar. Andreazzi volta de lesão e deverá fazer sua estreia em 2015 somente nesta quarta-feira, pela Coa do Brasil. Além disso, Airton deixará o clube, já que está com contrato acabando.

Para armar as jogadas, o Botafogo busca mais opções. Com Diego Jardel, Tomas, Elvis, Gegê, Fernandes e Cidinho, a diretoria negocia com Guilherme Camacho, revelado no Flamengo. Caso a negociação se concretize, dificilmente o Alvinegro terá mais reforços no setor, que também conta com Daniel Carvalho.

O ataque é quem menos preocupa, mas mesmo assim deve apresentar novidades. Ainda mais agora com a suspensão de Jobson. Caso o clube não consiga reverter a situação, a diretoria deverá sair atrás de nomes para compor o elenco. Bill, Pimpão e Sassá agradam bastante, mas outros nomes como Henrique, Tássio e André Luis deixaram a desejar.

E os reforços seguirão o mesmo perfil dos que foram contratados até o momento. Atletas que estejam com brilho nos olhos, com muita vontade de se destacar no futebol. Nesse sentido, aparecem atletas de equipes pequenas e até mesmo outros que já passaram por grandes equipes e estão em baixa.

Fonte: UOL