Enquanto o técnico Vágner Mancini tenta desvendar o número mágico, aquele capaz de salvar o Botafogo do rebaixamento, o matemático Tristão Garcia revela seus cálculos. Para ele, um time garante a salvação com 45 pontos. Com 44, tem 97% de chances de não estar na Série B em 2015. Mas ele não aconselha Mancini ou a qualquer outro treinador a trabalhar com a hipótese de se salvar com 43, ainda que indiquem chance de fuga de 83%.

— Considerar que se salva com 43 pontos é o mesmo que colocar apenas uma bala no revólver e deixar o tambor para outras cinco balas vazio. Você tem boa chance de se dar bem, mas o risco de morrer não é pequeno — compara Tristão.

Com 33 pontos, o Botafogo teve a derrota para o Cruzeiro amenizada pelo fato dos concorrentes diretos também terem tidos resultados ruins. Dos últimos sete colocados, só o Coritiba pontuou na rodada. Ainda assim, foi apenas um ponto contra o Corinthians, que marcou o gol de empate já nos acréscimos da partida.

Tristão confere um peso maior aos últimos jogos, que dão melhor noção do atual rendimento dos times. Neste aspecto, o torcedor alvinegro deve ficar preocupado. Afinal, o alvinegro é o lanterna do returno, com apenas 9 pontos.

Menos mau que os adversários diretos, mais uma vez, também estão fazendo feio neste quesito. Figueirense e Criciúma marcaram 12 pontos no returno; Bahia, 14; Chapecoense, 16; Coritiba, 17. Com 19 pontos, o Vitória é apenas o 10º colocado no segundo turno. Líder no período, o Atlético-MG somou 24 pontos.

— Isso mostra a falta de força dos times que estão lá embaixo. O rebaixamento é uma competição de returno. Você termina o turno, não consegue lutar lá em cima e joga para fugir da Série B — analisa Tristão. — Para o Botafogo, o returno foi uma lástima, tanto que é o lanterna. Mas, para a sorte dele, os concorrentes não fazem o que em outros anos faziam. Os caras que estavam mal continuam mal.

DOIS RIVAIS NO CAMINHO

Entre os seis adversários do Botafogo na reta final, só dois clubes estão na briga contra o rebaixamento: Figueirense e Chapecoense. Em seus últimos sete jogos, o Figueirense fez apenas quatro pontos. Já a Chapecoense não vence há quatro jogos. Os dois times se enfrentam na próxima rodada, em Florianópolis, o que pode deixar um deles — ou até os dois — ainda mais próximo da zona de rebaixamento.

Entre os desesperados, quem terá a pior missão na próxima rodada é justamente o lanterna Criciúma, que enfrentará o líder Cruzeiro no Mineirão. O Bahia vai pegar o Goiás no Serra Dourada. O Coritiba receberá o Fluminense no Couto Pereira. E o Vitória vai encarar o São Paulo, que ainda acredita no título brasileiro, no Barradão.

O Botafogo jogará no sábado, às 21h, contra o Atlético-PR, em Volta Redonda. Para diminuir o risco de queda, atualmente em 61%, o time conta com o apoio da torcida. Os ingressos mais baratos custarão R$ 20 (R$ 10, meia) e serão vendidos a partir de quarta. Em campo, Mancini deverá ter a volta de André Bahia na zaga.

Fonte: O Globo Online