Depois de dois empates seguidos (1 a 1 com o Bahia e 0 a 0 com o Criciúma), o Botafogo, líder da Série B, volta a campo sábado, no Nilton Santos. Para essa partida, contra o Luverdense, o atacante Lulinha espera que o alvinegro consiga superar a retranca adversária

– A gente analisou alguns lances do Luverdense e vimos que é uma equipe que deixa alguns espaços no meio, o que podemos explorar. O Criciúma veio fechado para jogar por uma bola e pode ser assim novamente. Temos que ter paciência. As equipes jogam fechadas contra nós, principalmente aqui no Estádio Nilton Santos. Agora eles conhecem as características dos nossos jogadores e as mudanças no elenco, o que dificulta ainda mais. Temos que trabalhar para sair da linha defensiva que os adversários montam – disse o atacante.
Para Lulinha, a impressão sobre o técnico Ricardo Gomes, que comandou o primeiro treino na quarta-feira, é a melhor possível:

– É um cara muito legal e vemos muita motivação. Sabemos o tanto que ele já conquistou e o tamanho da capacidade que ele tem para nos ajudar. Ele veio para somar e vai nos ajudar muito. É um guerreiro por tudo que passou. Depois de quatro anos está voltando a dirigir uma equipe, um clube grande como o Botafogo e sabemos da pressão que é. Quando olharmos para o banco vamos saber que temos que dar o máximo. Cabe a nós retribuir esse esforço – falou.

Fonte: O Globo Online